Ações da zona do euro recuam após BCE alertar sobre recuperação mais lenta no próximo ano | Economia

0
26


As ações da zona do euro atingiram uma mínima de duas semanas nesta quinta-feira (10), com os bancos pressionados depois que o Banco Central Europeu projetou recuperação mais lenta no ano que vem mesmo adotando mais medidas de estímulo para sustentar a economia do bloco afetada pela pandemia.

O índice da zona do euro e o alemão DAX chegaram a cair 1% antes de reduzir as perdas e fechar com quedas respectivamente de 0,2% e 0,3%, com as ações de petróleo saltando diante do aumento dos preços do petróleo.

Europa estuda plano único de vacinação contra a Covid-19

Europa estuda plano único de vacinação contra a Covid-19

O índice de bancos da zona do euro fechou com baixa de 2,1% apesar de o BCE ter concordado em fornecer aos credores ainda mais liquidez.

O índice espanhol IBEX, pesando em bancos, liderou as perdas na região, com queda de 0,6%.

O BCE aumentou o tamanho geral de seu Programa de Compras Emergenciais da Pandemia em 500 bilhões de euros, em linha com as expectativas de mercado e também prorrogou o esquema em nove meses, até março de 2022.

Em entrevista à imprensa após a decisão, a presidente do BCE, Christine Lagarde, disse que o banco prevê expansão do PIB da zona do euro de 3,9% no ano que vem, contra projeção em setembro de 5%. Mas o crescimento foi estimado em 4,2% em 2022, acima da projeção anterior de 3,2%.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,29%, a 1.521 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,44%, a 393 pontos.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,54%, a 6.599 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,33%, a 13.295 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,05%, a 5.549 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,25%, a 21.915 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,64%, a 8.182 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,45%, a 4.795 pontos.

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1