A manobra que deve ser feita para os EUA evitarem calote na dívida