Tamoios “ficou de fora” das comemorações do aniversário de Cabo Frio

0
448
Trio “parada dura”: Paulo Cotias (Secretário de Turismo), Adriano Moreno (pseudo-prefeito) e Clóvis Barbosa (Superintendente de Eventos). Se batem cabeça no aniversário de Cabo Frio, imaginem no Réveillon

A Prefeitura de Cabo Frio enviou uma nota informando que os shows que seriam realizados no Distrito de Tamoios para celebrar o aniversário da cidade foram cancelados, como uma “medida para evitar possíveis prejuízos”. De acordo com o documento, a estrutura para a realização do evento no segundo distrito seria montada na quarta-feira (13/11) aniversário de Cabo Frio, pela manhã. Entretanto, devido à notificação do Ministério Público que aconteceu na véspera, e a indefinição sobre a realização dos shows, a Superintendência de Eventos optou por não montar o palco e cancelar as apresentações “para evitar possíveis prejuízos”.

Já o palco da Praia do Forte, devido às especificidades, tinha sido montado com antecedência, por isso, quando o evento foi liberado a estrutura já estava pronta, o que permitiu a apresentação dos artistas agendados nos demais dias, depois da liberação pelo MP/RJ. Porém, gastos com relação à essa estrutura de Tamoios foram realizados. Barracas ficaram montadas durante todo o fim de semana na lateral do Poliesortivo e só foram desmontadas na manhã desta segunda-feira (18/11). Segundo informações não oficiais, o valor pago pelos barraqueiros foi devolvido, porém, a Prefeitura não informou sobre os gastos da estrutura. De acordo com os extratos de contratos publicados no Diário Oficial, passou de R$ 280 mil os gastos com a estrutura da festa em Cabo Frio e Tamoios.

A Prefeitura de Cabo Frio, através da Superintendência de Eventos, se empenhou de forma a conseguir a liberação do Ministério Público para realizar os shows em celebração ao aniversário da cidade, um dia após a decisão do MP de embargar os shows, devido a falta de documentação obrigatória, que aliás deveria ter sido providenciada com antecedência. Segundo informações, a Prefeitura teria informado um público estimado de 20 mil pessoas, porém, uma denúncia anônima teria garantido que o público seria maior, devido ao show ser de um artista de reconhecimento nacional: Diogo Nogueira (no dia 13/11).  Lembrando que, em Tamoios, além da população ser menor, o show era de menor porte, por isso, não deveria ser afetado com a decisão.

Apesar desta diferença no nível das atrações, na página da Subprefeitura de Tamoios foi publicada uma resposta que dizia que Tamoios e Cabo Frio são a mesma cidade, por isso, se não podia realizar o show no Centro, também não poderia em Tamoios. Mas, após o município cumprir todos os trâmites burocráticos os shows foram liberados. Com isso, de quinta a sábado, a Praia do Forte realizou todos os shows, conforme a programação. Enquanto em Tamoios, apesar de na programação estarem previstos mais dois dias de shows, nada aconteceu e nenhum comunicado foi emitido, durante todo o fim de semana.

(Fonte: Plantão dos Lagos / O Tamoiense)