Suposto esquema de rachadinha em banco desvia R$ 50 milhões

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um suposto esquema de rachadinha que aconteceu em maio de 2021 envolvendo clientes do C6 Bank teria desviado mais de R$ 50 milhões. A ação está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo e de acordo com informações divulgadas pela revista Veja, a fraude poderia estar sendo chefiada por uma funcionária da Concentrix, que é a empresa que cuida da relação dos clientes com o banco.

O golpe foi orquestrado pela funcionária que convidou 200 clientes selecionados do C6 Bank para participar do esquema da rachadinha. Funcionava da seguinte maneira: esses clientes solicitavam para o banco um aumento do limite do cheque especial de suas conta e quem teve a solicitação atendida, realizava transferências para outros clientes através do Pix.

publicidade

Leia também

Um dos exemplos citados na reportagem contava que um dos envolvidos chegou a ter o limite aumentado para R$ 1 milhão, com promessas que R$ 100 mil seriam transferidos para suas contas pessoais após o fim do esquema. Segundo a Polícia Civil, a suspeita de chefiar o esquema desviou R$ 50 milhões em cheques especiais entre as várias transferências feitas pelos clientes.

Além disso, a Polícia não sabe ainda se alguns dos correntistas envolvidos no esquema são vítimas ou foram utilizados como laranjas no golpe. O que foi explicado foi que as dívidas do cheque especial obtidas durante a fraude continuam existindo no C6 Bank.

Fonte: Veja

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!





Source link