Semana Nacional da Pessoa com Deficiência: conheça projeto de reabilitação em Saquarema com equipe multiprofissional | Região dos Lagos

0
14


A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla foi instituída de 21 a 28 de agosto pela Lei nº 13.585/2.017. A semana tem como objetivo conscientizar sobre as necessidades da população e do desenvolvimento de políticas públicas voltadas à inclusão social, além do combate ao preconceito e à discriminação.

Em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, um trabalho de reabilitação e acompanhamento psicológico vem sendo realizado com menores de 0 a 18 anos incompletos e suas famílias. O projeto é realizado no Centro Municipal de Reabilitação Professora Dilma Coutinho da Silva, inaugurado em 4 de abril de 2019 se tornando referência para a rede de atenção à saúde da pessoa com deficiência em Saquarema.

Atendimento no Centro Municipal de Reabilitação em Saquarema é oferecido de segunda a sexta-feira no bairro Gravatá — Foto: Prefeitura de Saquarema/Divulgação

A unidade, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde, oferece diagnósticos fechados e específicos como as síndromes raras, Síndrome de Down, Microcefalia, Hidrocefalia, Autismo, Paralisia Cerebral, deficiências físicas e Prematuridade, entre outras. Atualmente, a maior demanda é para a deficiência intelectual, principalmente o Autismo, presente em cerca de 80% dos pacientes em acompanhamento.

“Os pacientes chegam ao CMR através de encaminhamentos das ESFs, Policlínica, Hospital infantil e HE Lagos, são avaliados através de anamnese multiprofissional e, sendo contatada a existência de perfil para acompanhamento, é iniciado um Projeto Terapêutico Singular. Existem os tratamentos temporários e de longa duração”, explica a Prefeitura.

No Centro, cada paciente tem o seu Plano Terapêutico Individualizado (PTI), que é definido pelo terapeuta, e após o tempo estipulado neste plano é feita uma reavaliação.

“Se o objetivo do plano terapêutico foi atingido, esse paciente recebe alta, se não, é redefinido um novo período para o tratamento. Há pacientes que estão sendo atendidos há mais de 2 anos e outros que conseguem concluir seu tratamento em 6 meses, aproximadamente”, conta o município.

O atendimento conta com uma equipe multiprofissional, composta por fisioterapeutas, fonoaudiólogas, psicólogas, terapeutas ocupacionais, massoterapeutas, nutricionistas, assistente social, enfermeiras, psiquiatra infantil, neurologista infantil e educador físico. Centro conta, atualmente, com aproximadamente 400 prontuários ativos.

Cuidando também da autoestima

Além do atendimento clínico e psicológico, o Centro Municipal de Reabilitação conta com o Espaço Autoestima (salão de beleza) que presta serviços de cabeleireiro e manicure aos pacientes e, também, aos seus pais ou responsáveis, que, como explica a Prefeitura, muitas vezes não têm tempo sequer para se olharem no espelho devido a tantas obrigações e tarefas que fazem parte do seu dia a dia de cuidados ao familiar que possui alguma deficiência.

“Desde a primeira vez que recebi essas mães e pais no meu gabinete, vi o quão importante seria a criação do Centro de Reabilitação, não só para os pacientes atendidos, mas para os responsáveis por cada um. Ter o tratamento clínico, médico e terapêutico perto de casa ajuda a mudar a vida dessas crianças e, principalmente, dos pais, que também necessitam do mesmo cuidado e carinho. Oferecer esse cuidado é dar atenção aos detalhes, que fazem toda a diferença para eles”, explica a Prefeita Manoela Peres.

Centro Municipal de Reabilitação Professora Dilma Coutinho da Silva no bairro Gravatá, em Saquarema, oferece atendimento multiprofissional — Foto: Prefeitura de Saquarema/Divulgação

O Centro Municipal de Reabilitação Professora Dilma Coutinho da Silva funciona na Travessa do Ingá, 79, no bairro Gravatá, em Saquarema, e atende de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h. Mais informações podem ser obtidas, por telefone (WhatsApp), no número (22) 99730-2289.

Ampliação no atendimento

A previsão é de que, no primeiro semestre de 2022, o Centro de Reabilitação Municipal (CRM)mude para a Cidade da Saúde, se integrando ao complexo hospitalar que vem sendo construído pela Prefeitura no bairro Verde Vale, em Bacaxá. Com isso, o CRM passará a contar também com mais uma especialidade: a visual.

Além disso, a capacidade de atendimento do CRM na nova sede poderá ser ampliada para 200 pacientes com deficiência física, 200 pacientes com deficiência intelectual e 150 pacientes com deficiência visual, o que representa um aumento de cerca de 30% em relação aos números atuais.



Fonte: G1