São Pedro da Aldeia: Sala do Empreendedor e Jucerja oferecem orientações a associados do Ceasp

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Os empreendedores que estão iniciando suas atividades no maior centro de distribuição de alimentos do país, o Ceasp, contam com suporte da prefeitura de São Pedro da Aldeia para se formalizarem. Durante esta primeira semana de inauguração do empreendimento, equipes da Sala do Empreendedor da Secretaria de Fazenda, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Junta Comercial estiveram no local para oferecer orientações de formalização e legalização aos empreendedores. Agentes da Diligência Fiscal Unificada (DFU), responsáveis pela fiscalização fazendária, sanitária, de posturas e de obras, também acompanharam as ações.

Na busca ativa, os representantes do município se apresentaram e conversaram com os associados sobre a importância de mesmo os pequenos negócios estarem com a documentação em dia. O secretário de Fazenda, Renaldo Martins, destaca que a ação é uma das atividades oferecidas pela prefeitura no centro administrativo do Ceasp, com orientação sobre formalização pela Jucerja e legalização pelo município.

Parceria com o Centro de Atendimento ao Trabalhador

O centro de abastecimento de alimentos tem expectativa de gerar cerca de 2 mil empregos diretos e indiretos. Além de acompanhar as etapas do andamento da obra, a prefeitura também oferece uma ponte entre os empreendedores e os moradores do município que buscam emprego. A administração municipal montou um ponto de coleta de currículos na sede da Secretaria de Agricultura, Trabalho e Pesca. Até o momento já foram encaminhados mais de 180 documentos aos empreendedores do Ceasp. O secretário da pasta, Thiago Ribeiro contou que realiza a filtragem dos currículos que serão enviados aos associados do empreendimento.

O Ceasp

Localizado no bairro São Mateus, às margens da Rodovia Amaral Peixoto, no km 116, o Centro de Abastecimento irá atender cerca de 12 municípios, entre Saquarema e Carapebus, além das cidades da Região dos Lagos. A previsão é que o empreendimento movimente mais de 200 milhões de reais no ano.

A primeira etapa de construção do Ceasp contará com 156 boxes e 32 lojas para a comercialização de hortifrutis, pescados, bebidas e flores, entre outros. O CEASP funcionará de segunda a sábado, das 4h às 17h.



Fonte: Jornal de Sábado