São Pedro da Aldeia alerta a população sobre os cuidados com o Aedes aegypti

0
14


A Prefeitura de São Pedro da Aldeia alerta a população sobre os cuidados com a proliferação do Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. A Vigilância Epidemiológica do município desenvolve ações permanentes e regulares de combate ao mosquito. Neste ano, 26 casos de dengue foram notificados na cidade. A Secretaria de Saúde ressalta que a colaboração dos moradores e veranistas é essencial para a diminuição dos casos. 

Atualmente, o combate é realizado em ações de UBVs (Ultra Baixo Volume), conhecido popularmente como “fumacê, e com visitas dos Agentes de Combate a Endemias às residências. Durante as inspeções, os focos do inseto são identificados e eliminados, de forma mecânica ou com produtos químicos ou biológicos. 

Além das ações regulares e permanentes, a Vigilância Epidemiológica iniciará campanhas de conscientização junto aos moradores, com distribuição de cartazes nos estabelecimentos comerciais, revistas voltadas ao público infantil e intensificação dos mutirões de combate a focos nos bairros.

“O objetivo é realizar um trabalho importante na prevenção das doenças provocadas pelo Aedes aegypti. No entanto, esse trabalho não pode e nem deve ser realizado apenas pelos agentes da prefeitura. A luta é árdua e requer a atenção da comunidade aldeense neste trabalho”, destacou o coordenador de Vigilância Ambiental, Luiz Carlos Teixeira Junior. 

O que fazer para combater o Aedes? 

A principal forma de combate ao mosquito é a eliminação dos focos onde a fêmea do mosquito possa depositar seus ovos. Uma única fêmea produz de 60 a 120 ovos em cada ciclo reprodutivo e pode ter mais de três ciclos durante sua vida. Assim, é muito mais eficiente evitar que as fêmeas coloquem seus ovos.

O uso de inseticida deve ser evitado a todo custo. Além da sua toxicidade inerente, existem mosquitos que nascem resistentes ao produto. 

A fase larval do mosquito dura, em média, 10 dias, então, ações preventivas feitas semanalmente impedem o ciclo de vida do inseto.

Cuide da sua casa ou apartamento:

• Tampe os tonéis e caixas d’água;

• Mantenha as calhas sempre limpas;

• Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;

• Mantenha lixeiras bem tampadas;

• Deixe ralos limpos e com aplicação de tela, se houver acúmulo de água, coloque um pouco de água sanitária;

• Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;

• Lave com escova ou bucha e seque os potes de água para animais;

• Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa.

Nas áreas externas de casas e condomínios:

• Cubra e realize manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;

• Limpe ralos e canaletas externas;

• Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;

• Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas, para evitar formação de poças d’água;

• Verifique instalações de salão de festas, banheiros e copa.

Tomando essas atitudes básicas, o cidadão estará protegendo sua família, seus vizinhos e toda a comunidade. O combate ao mosquito deve ser solidário, unindo esforços da pprefeitura e da comunidade em geral. 



Fonte: Prefeitura de São Pedro da Aldeia