Rio das Ostras, RJ, aumenta restrições para evitar colapso na saúde e sistema funerário | Região dos Lagos

0
16


A Prefeitura de Rio das Ostras (RJ) publicou um novo decreto endurecendo as medidas de combate à Covid-19 na cidade. De acordo com o município, Rio das Ostras está, desde a última sexta-feira (19), com 100% de ocupação nos leitos clínicos e de UTI e vive a iminência da falta de medicamentos específicos para intubação de pacientes e a possível falência do sistema funerário.

O documento, publicado nesta segunda-feira (22), restringe, até o dia 4 de abril, o funcionamento de bares, quiosques, depósitos de bebidas, restaurantes, lanchonetes, pizzarias e similares. Esses estabelecimentos podem funcionar apenas no sistema delivery e dribe-thru.

O decreto ainda estabelece proibição de permanência em praias, praças, lagoas, lagos, rios, parques e mirantes. Academias, estúdios e similares não devem funcionar. Também não estão liberadas as manifestações religiosas presenciais dentro de templo de qualquer natureza.

Continuam permitidas as práticas esportivas individuais à céu aberto, a realização de cultos, missas ou qualquer manifestação religiosa de forma online, e o atendimento individual de aconselhamento espiritual ou confissões, desde que não promovam aglomerações e sigam todas as medidas de prevenção.

“Todas as medidas adotadas pelo Poder Executivo seguem rigorosamente o Plano Municipal de Combate à Covid-19, que tem suas providências decididas de forma coletiva, semanalmente, pela Comissão Municipal de Enfrentamento da Covid, composto por autoridades municipais e membros do Ministério Público, além de servidores especialistas em medicina sanitária municipais e estaduais” declarou a Prefeitura em nota.

A Prefeitura de Rio das Ostras também demonstrou preocupação com o ‘superferiado’ proposto pelo Governo do Estado, e que começa a valer na sexta-feira (26). O receio, segundo o município, é que o feriado de 10 dias para conter o avanço da Covid-19 acabe estimulando a migração de turistas para a cidade.

Para que isso não aconteça, a Prefeitura afirmou que vai intensificar as ações de fiscalização, com equipes da Coordenadoria Geral de Fiscalização e Postura (Comfis) e do Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Guarda Civil Municipal, além do apoio da Polícia Militar.

A Prefeitura de Rio das Ostras, em conjunto com a Prefeitura de Casimiro de Abreu, tem mantido barreiras sanitárias nas entradas da cidade desde o último sábado (20).

Somente moradores com comprovante de residência; trabalhadores com comprovação; pacientes com consultas devidamente comprovadas, audiências em tribunais (apresentar citação/intimação) ou atendimento em órgãos públicos com comprovante de agendamento; profissionais da área de Saúde e Segurança em serviço, com as devidas comprovações; veículos oficiais em serviço e ambulâncias têm permissão para passar nas barreiras.

De acordo com a Prefeitura de Rio das Ostras, todos os veículos são parados e os motoristas e passageiros passam por uma avaliação da equipe da Saúde para que nenhuma pessoa ingresse em Rio das Ostras e Casimiro de Abreu com sintomas de síndrome gripal ou Covid-19.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui