Presidente do Valladolid, Ronaldo pensou em retornar aos gramados em 2019

    0
    21

    Ronaldo anunciou a sua aposentadoria em 2011, no Corinthians, após uma carreira de sucesso. O Fenômeno, no entanto, cogitou retornar aos gramados no ano passado, depois de tornar-se sócio-majoritário de Real Valladolid, clube da primeira divisão da Espanha.

    Em “live” com Juan Sabastián Verón, presidente do Estudiantes (Argentina), Ronaldo ressaltou que desistiu da ideia devido ao alto nível exigido dos jogadores no futebol atual.

    “Quando comprei o Valladolid, no primeiro ano, fiquei pensando, semanas pensando, Se faço um sacrifício, treino três, quatro meses, posso voltar, jogar algumas partidas, mas não saiu da ideia. A realidade é que sofri demais. Além disso, os garotos são muito rápidos. Não há um jogador lento hoje em dia”, comentou o ex-atacante de 43 anos.

    Na conversa com o argentino, Ronaldo também contou que aprendeu a finalizar com o pé esquerdo por influência do seu ídolo Zico, craque do Flamengo nos anos 1980.

    “Quando eu tinha a idade de 10, 11 anos, vi uma entrevista do Zico, grande ídolo do Flamengo e da seleção. No programa, ele ensinava, chutava contra a parede apenas com a perna esquerda. E por uma, duas horas, com a perna esquerda”, relatou Ronaldo.

    “Isso ficou na minha cabeça por muito tempo e por muito tempo eu o copiei e chutei no muro. Eu tinha a canhota cega, não servia nem para subir no ônibus. Durante anos estive fazendo o que vi Zico fazendo na televisão e isso me ajudou muitíssimo porque no final, dos quase 500 gols que fiz, quase 200 foram com a canhota É um número muito alto e por algo que eu busquei”, contou o ex-jogador brasileiro.


    Fonte: Jovem Pan