Prefeitura de Maricá afirma que Butantan cancelou acordo que previa 440 mil doses de vacina à cidade

0
24

Prefeitura de Maricá, RJ, afirma que Butantan cancelou acordo que previa 440 mil doses de vacina à cidade | Região dos LagosA Prefeitura de Maricá informou na tarde de sexta-feira (15/01) que o Instituto Butantan cancelou o acordo, firmado no dia 11 de dezembro, que previa a compra de 440 mil doses da vacina Coronavac contra a Covid-19 para a cidade.

O próprio Instituto Butantan já havia informado, em nota, que “os contratos firmados com o Ministério da Saúde possuem cláusula de exclusividade” e “a partir do momento em que o Butantan fornece as doses ao órgão federal, cabe ao Programa Nacional de Imunizações distribuí-las aos estados, conforme os quantitativos solicitados pelas Secretarias de Saúde, inclusive a de São Paulo”.

“O contrato de exclusividade vale para o Brasil, não impactando na negociação para o fornecimento da vacina do Butantan a outros países. As 46 milhões de doses que serão fornecidas ao Ministério da Saúde incluem as 10,8 milhões que foram adquiridas da biofarmacêutica Sinovac e já estão em solo brasileiro”, disse a instituição neste sábado (9).

O diretor-presidente do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM), Celso Pansera, foi quem assinou o acordo com o Butantan em nome da Prefeitura de Maricá. Ele disse que o município está atento a qualquer possibilidade de imunizar a população por conta própria.

“Caso o Ministério da Saúde não cumpra seu papel, o ICTIM poderá voltar a buscar alternativas, como outras vacinas que estejam disponíveis no mercado”, disse Pansera.

Na última semana, o Ministério da Saúde afirmou que os “brasileiros de todo o país receberão a vacina simultaneamente, dentro da logística integrada e tripartite, feita pelo Ministério da Saúde e as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde”.

Ainda segundo a Prefeitura de Maricá, com o aval da Anvisa, que se reúne neste domingo (17) para discutir o assunto, pelo menos seis milhões de doses da vacina já poderão ser aplicadas em grupos específicos no país, conforme o Programa Nacional de Imunizações.

“A Prefeitura de Maricá apoia a decisão, por entender que a mesma fortalece o Sistema Único de Saúde (SUS)”, disse em nota.

De acordo com o boletim divulgado na noite desta sexta-feira (15) pela Prefeitura de Maricá, desde o início da pandemia, a cidade já confirmou 9.543 casos de Covid-19, com 219 óbitos. “Estão curadas da doença 8.937 pessoas e há no momento 387 casos ativos, além de 20 óbitos em análise pela Secretaria de Estado de Saúde”.

Ainda segundo a Prefeitura, a cidade se mantém na Bandeira Amarela estágio 2.

“A taxa de ocupação de leitos disponíveis para Covid-19 no período de 07 a 14/01 dos hospitais Conde Modesto Leal e Dr. Ernesto Che Guevara foi de 48,14%, sendo 21,78% de pacientes de outros municípios. Na semana anterior a taxa era de 37,89%, sendo 26,73% de pacientes de outros municípios”, explicou o município em nota técnica.

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para [email protected]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui