Prefeito de Cabo Frio recebe deputado Mauro Bernardo em reunião sobre a Lagoa de Araruama

0
17


O prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, recebeu nesta quinta-feira (9), no gabinete da Prefeitura, o deputado estadual subtenente Bernardo, e representantes do movimento SOS Laguna de Araruama. No encontro, o grupo entregou um relatório sobre do despejo de esgoto nas áreas da lagoa pertencentes ao município de Cabo Frio. Ao receber o documento, o prefeito anunciou que haverá aumento na fiscalização.

De acordo com o relatório, o despejo de esgoto sem tratamento é apontado como um dos maiores responsáveis pelo aumento de matéria orgânica e algas no ecossistema, diminuindo a quantidade de oxigênio e provocando a morte de peixes e outras espécies. No relatório, foram anexadas fotos de locais na cidade onde o despejo é realizado de forma irregular.

O deputado afirmou que tem confiança no trabalho realizado pelo governo municipal, e se colocou a disposição para colaborar com a fiscalização.

“Estou muito satisfeito com nossa conversa e com o apoio do prefeito José Bonifácio, que já autorizou essa melhoria na fiscalização. Assim que for detectado o despejo de esgoto vindo das residências ou de outros locais, a Secretaria de Meio Ambiente será acionada para notificar os responsáveis e dar um prazo para que resolvam esta situação com urgência. Confio nele e tenho certeza que juntos iremos diminuir este problema”, disse o deputado subtenente Bernardo.

O prefeito José Bonifácio agradeceu o apoio e garantiu que a recuperação da Lagoa de Araruama é uma prioridade.

“Quero agradecer e falar da satisfação de estar aqui com o deputado e em companhia do movimento SOS Laguna de Araruama, que se preocupa com a preservação e o bem estar ambiental da população de Cabo Frio. A Secretaria de Meio Ambiente vai analisar este relatório que acabei de receber e iremos trabalhar juntos, coibindo esses abusos e o desrespeito à legislação”, afirmou o prefeito cabo-friense.

A Lagoa de Araruama tem 220 km² e abrange os municípios de Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia. Atualmente o ecossistema está no período de defeso, que teve início no dia 1º de agosto e segue até o dia 31 de outubro com a proibição total da pesca para a reprodução e o recrutamento das espécies.



Fonte: Jornal de Sábado