Polícia prende suspeitos de envolvimento na morte de investidor de criptomoedas em São Pedro da Aldeia | Rio de Janeiro

0
20


A Polícia Civil do Rio prendeu nesta quinta-feira(2) três pessoas em uma operação para prender os suspeitos de envolvimento no assassinato de Wesley Pessano, investidor de bitcoin, em São Pedro da Aldeia.

Os mandados foram cumpridos em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e em Rio das Ostras.

Segundo a polícia, Bruno Lujardo levou o executou do crime, Roberto Silva Campanha, de Nova Iguaçu para a região dos lagos no dia do crime para matar Wesley. Foi utilizado um veículo HB20 de Bruno para cometer o homicídio.

Thiago Júlio Galdino e Valder Janilson Chaves dos Santos também foram presos. Ambos teriam seguido é monitorado o carro de Wesley antes do crime.

Crime aconteceu no meio da tarde e assustou os moradores da localidade, em São Pedro da Aldeia, no RJ — Foto: Reprodução/Redes sociais

Segundo a polícia, Wesley foi atingido por pelo menos com três tiros. O carona foi ferido no braço e nas costas.

O carro de Wesley, um porsche vermelho, foi apreendido e levado para 125ª DP, onde o caso está sendo investigado.

Segundo apurado pela Polícia Militar, duas pessoas em um carro de cor prata pararam ao lado do carro de Wesley, rederam a vítima e atiraram contra ele varias vezes na altura do pescoço. Os suspeitos fugiram em seguida. Um cordão de ouro que Wesley usava no momento do crime teria sido levado pelos criminosos.

De acordo com investigações, Wesley teria ido até a comunidade para cortar o cabelo.

Em publicação nas redes sociais, Wesley Pessano, de 19 anos, aparece segurando dinheiro na frete de carro de luxo — Foto: Reprodução/Redes sociais



Fonte: G1