Pesquisa revela incerteza de empresários do interior do Rio sobre a retomada da economia pós pandemia

0
28

Uma pesquisa realizada entre os meses de junho e julho revelou que 72% dos empresários das principais cidades da Região Serrana do Rio, Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo, e de Cabo Frio, na Região dos Lagos, estão incertos em relação a retomada da economia após a pandemia da Covid-19. O estudo buscou identificar o atual cenário do setor de bens e serviços, coletando informações de 183 empresas.

De acordo com a pesquisa entre os desafios enfrentados pelas empresas do setor estiveram a paralisação das atividades, contenção de gastos, novos protocolos de trabalho, obtenção de linhas de crédito para equilíbrio das finanças, entre outros.

Os dados foram obtidos através do preenchimento de um formulário com um total de 17 perguntas, que ficou disponível para respostas do dia 16 de junho de 2020 até o dia 28 de julho de 2020, em uma plataforma digital.

CONFIRA OS PONTOS PRINCIPAIS LEVANTADOS PELA PESQUISA:

  • 46% das empresas necessitaram paralisar suas atividades por mais de 30 dias e mais de 70% tiveram uma redução de 25% ou mais de suas receitas;
  • programas de corte de custos (61%), suspensão de programas de inovação (39%), e redução do quadro de colaboradores (38%), foram as mais frequentes entre as diversas medidas de contenção de gastos;
  • 64% acreditam que seus clientes alterarão definitivamente seu padrão de consumo;
  • 69% ainda não enxergam um prazo para o estabelecimento da normalidade de suas operações, mas 45% consideram que será necessário acima de 1 ano para o retorno ao momento pré-Covid19;
  • Todo esse quadro resulta num ambiente de enorme incerteza para 72% dos participantes, mas pode-se observar ainda um número significativo de otimistas (19%) com a retomada econômica.

Realizada por uma empresa especializada a pedido da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Nova Friburgo (ACIANF), a pesquisa contou com a parceria do Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis (Sicomércio), da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Teresópolis (ACIAT), a Associação Comercial Industrial e Turística de Cabo Frio (ACIA), a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis (CDL) e o Sindicato do Comércio Varejista de Nova Friburgo e Teresópolis (Sincomércio).

De acordo com a Acianf, o levantamento será realizado periodicamente para dar visibilidade a situação da cadeia de valor das regiões. “Todos os empresários da Região Serrana e dos Lagos estão convidados a responder aos questionários e, assim, contribuir para que se possa sentir o pulso do ambiente de negócios e então trazer visibilidade sobre a real situação empresarial”, ressaltou a Associação. Os links para participação são disponibilizados pelas associações.

“É importante que os empresários se mobilizem para responder. Quanto mais respostas, mais clara ficará nossa situação diante da crise. Esses estudos norteiam nossas ações futuras, para que possamos elaborar estratégias para reverter o cenário de crise”, afirmou presidente do Sicomércio Petrópolis, sindicato parceiro da pesquisa, Marcelo Fiorini.

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para plantaodoslagos@gmail.com

©Plantão dos Lagos
Fonte: Portal G1
Fotos: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui