Pescadores da Região dos Lagos recebem certificados de legalização para pesca de correnteza

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

O Dia do Pescador foi celebrado com muita alegria e conquista, nesta quarta-feira (29), pela comunidade pesqueira da Região dos Lagos. Dezoito pescadores que praticam a pesca de correnteza, ou de barragem, como também é conhecida, receberam o certificado que legaliza essa modalidade. 


A cerimônia aconteceu na Praia da Pitória, no município de São Pedro da Aldeia. De acordo com a superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Estado do Rio de Janeiro, Stella Romanos, a modalidade é sustentável e de baixo impacto ambiental.


– Esse documento é importante para o pescador, porque ele sai da clandestinidade. Sem esse certificado, ele poderia ser multado por estar com o apretexto que não é registrado no MAPA, que é exigido por lei. Por isso, hoje nós estamos entregando esse documento aos pescadores que historicamente já utilizavam dessa prática, ou que a família já utilizava dessa maneira de pesca para sobrevivência – disse Stella Romanos.


– Foi um trabalho árduo. Juntamos a colônia de pescadores de Cabo Frio, a Capitania dos Portos, o Ministério da Agricultura e, depois de um trabalho de um ano, foi feita a vistoria, o trabalho administrativo e, finalmente, chegaram os  documentos. O certificado para que eles possam agora usar sua atividade sem nenhum problema –– disse o coordenador da Câmara Técnica de Pesca e Aquicultura do Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João, Chico Pescador. 


Estiveram presentes também no evento a secretária executiva do Consórcio Intermunicipal Lagos São João, Adriana Saad, o vice-prefeito de São Pedro da Aldeia, Júlio Queiroz, o vereador de Cabo Frio, Alexandre da Colônia e o representante Colônia de pescadores de Cabo Frio, Eli da Costa.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.



Fonte: Folha dos Lagos