OPINIÃO: Cristiane Fernandes: “Cadeira de prefeito não é lugar de se aprender a governar”

0
71

OPINIÃO: Cristiane Fernandes: “Cadeira de prefeito não é lugar de se aprender a governar”Eu venho repetindo isso em praticamente todas as minhas LIVES. Quem nos acompanha sabe que estamos nos preparando, há vários anos, para entregar a Cabo Frio a melhor administração que a sociedade merece. E nisso ai não tem mágica! Tem muito estudo, trabalho, idas e vindas constantes aos organismos do Governo do Estado e do Governo Federal, articulação com as bancadas partidárias nesses dois níveis, reuniões e mais reuniões. Ouvir a sociedade! Estar do lado do povo, na rua, fiscalizando inclusive a execução das obras e dos serviços públicos.

Esse é o papel do gestor público. Só que o que vemos aí nesse governo – que aliás se dizia diferente – é só mais do mesmo. Muitas figurinhas carimbadas de outras administrações que tanto mal fizeram a Cabo Frio, além de algumas aberrações e espantalhos importados, que vieram pra cá só pra nos assombrar e tirar o sossego do povo cabofriense. Cabo Frio precisa de gente de fibra e coragem na sua condução, e não de governantes medrosos e covardes, que tomam decisões equivocadas e se escondem dentro de seus gabinetes.

E aí recebemos, todos os dias, as denúncias de todos os tipos de aberrações: salários atrasados enquanto “fornecedores amigos” são pagos em dia; hospitais credenciados recebendo por leitos que não são oferecidos à população; filantropia paga com dinheiro público para atender quem o político indica; o poder público a serviço de grileiros e invasores de terra; loteamento de unidades de saúde para favorecer políticos; verbas de convênios perdidas porque ninguém se deu ao trabalho de TRABALHAR; mais de quatro meses de escolas fechadas e nenhuma cesta básica entregue…

E eu poderia citar várias outras sequelas que são causadas ao povo de Cabo Frio: por exemplo a falta de perspectiva de cura, já que não se oferece acesso regular à saúde pública em todas as suas especialidades; os mais de dois anos letivos que foram tirados de nossas crianças, por conta da pandemia e de sucessivas greves, desde 2015 o atraso na geração de emprego e renda e na criação de um Plano de Turismo efetivo, feito em parceria com a comunidade, e não esse turismo predatório, de aglomeração, que tanto alegra a turma do foguetório em Cabo Frio.

É por isso que eu digo sempre: cadeira de prefeito não é lugar para se aprender a governar. E quem já esteve lá, prejudicou a nossa cidade, responde inquéritos de improbidade administrativa, ajudou a sucatear a saúde e a educação, nada fez em prol do povo e agora quer voltar como “salvador da pátria”? Mas graças a Deus o povo cabofriense acordou da hibernação de mais de 40 anos, e agora enxerga essas velhas raposas da política, que só fazem a dança das cadeiras, de quatro em quatro anos, para manter seus esquemas de corrupção dentro da Prefeitura Municipal. Em novembro o povo vai colocar toda essa gente pra correr!

As opiniões expressas na forma de comentários são de exclusiva responsabilidade de seus autores, e não necessariamente refletem a opinião do Plantão dos Lagos e de seus editores sobre o tema abordado

©Plantão dos Lagos
OPINIÃO: Cristiane Fernandes
Fotos: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui