Operação ‘Castelo de Areia’: dezenove pessoas são indiciadas pela Polícia Civil de Muriaé por lavagem de dinheiro e corrupção | Zona da Mata

Segundo a corporação, 19 pessoas foram indiciadas por diversos crimes. São eles:

  • organização criminosa;
  • associação para o tráfico de drogas;
  • tráfico de drogas majorado;
  • lavagem de dinheiro;
  • corrupção ativa;
  • corrupção passiva;
  • entrada irregular de celular em estabelecimento prisional.

Operação ‘Castelo de Areia’

No dia 27 de abril, foi deflagrada a Operação “Castelo de Areia” que culminou a prisão de 16 pessoas. Durante as investigações, foram apreendidos R$ 120.250 em dinheiro, 4 armas de fogo, diversas munições, drogas diversas, bem como 10 veículos avaliados em aproximadas R$ 900 mil.

“Entre os carros apreendidos estão veículos blindados, de luxo e um caminhão utilizado para o transporte de drogas. Foi formalizada também a medida cautelar de sequestro de três imóveis avaliados em 1.400.000 bem como bloqueados valores em conta bancária dos investigados”, contou o delegado Glaydson de Souza.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, um dos chefes da organização criminosa foi indiciado por tráfico de drogas, corrupção ativa e lavagem de dinheiro. Um policial militar também chegou a ser preso durante a apuração.

Materiais apreendidos durante a Operação ‘Castelo de Areia’ em Muriaé — Foto: Polícia Civil/Divulgação

VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes

Fonte: G1