Ônibus Lilás presta atendimento a mulheres vítimas de violência em Tamoios

0
23


Encerrando a semana da Mulher Negra, Latino-Americana e Caribenha, a população de Tamoios, em Cabo Frio, recebeu na última sexta-feira, 30, o Ônibus Lilás, uma estrutura itinerante que leva atendimentos especializados às mulheres vítimas de violência doméstica. A ação é uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro e a Prefeitura de Cabo Frio. No dia 28 de setembro, Cabo Frio receberá novamente o serviço voltado ao público feminino.

Os atendimentos foram realizados em duas salas estruturadas no interior do veículo. As mulheres foram acolhidas e atendidas por uma equipe multidisciplinar, formada pela coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher, Ludmila Roque e a assistente social da Superintendência de Enfrentamento à Violência Contra à Mulher do Estado do Rio de Janeiro, Maria Gabriela Ferreira. A iniciativa contou ainda com serviços prestados por advogados, psicóloga e demais assistentes sociais.

“Durante as visitas às cidades nós também realizamos um trabalho de conscientização e sensibilização, com a distribuição de panfletos, informativos e orientações sociais. No interior do ônibus realizamos os atendimentos às mulheres de forma privativa nas saletas do veículo”, disse a assistente social da Superintendência de Enfrentamento à Violência Contra à Mulher do Estado do Rio de Janeiro, Maria Gabriela Ferreira.

Segundo a coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher de Cabo Frio, Ludmila Roque, seis mulheres vítimas de violência doméstica e violação de direitos foram atendidas na ação.

“Ao final do atendimento, realizamos dois encaminhamentos para a Casa de Passagem e de Abrigamento e as demais serão acompanhadas pela nossa equipe especializada no CEAM. Elas terão o amparo de uma assessoria jurídica na retirada de medidas protetivas, além de um acompanhamento psicológico”, informou Ludmila.

Isenção de taxas

Além dos serviços do Ônibus Lilás, a equipe do Centro Comunitário de Defesa da Cidadania do Rio de Janeiro também realizou atendimentos no Centro de Referência e Assistência Social de Tamoios. No local foi oferecido o serviço de isenção de taxas cartoriais, para emissão de segunda via de diversos documentos, entre eles a declaração de hipossuficiência.

A ação atendeu 166 pessoas em situação de vulnerabilidade social no CRAS, entre elas 21 intenções de emissão de certidão de nascimento, 8 de casamento, 9 de celebração de casamento, 73 de identidade civil, 4 de certidões de outros estados de origem e 51 declarações de hipossuficiência.

“Sempre realizamos este serviço em parceria com o Ônibus Lilás, pois muitas mulheres que são atendidas têm dificuldade de acesso a estes documentos, este serviço é uma das principais dificuldades encontradas”, informou Rose Macedo, coordenadora do Centro Comunitário de Defesa da Cidadania.



Fonte:
Fonte Certa