OAB faz ato contra mortes violentas em Maricá: dois jornalistas, um vereador e o filho foram assassinados neste ano

0
51



‘Ato pela paz’ ocorre neste sábado (2) em frente à sede da Subseção da OAB. Entidade também cobra celeridade nas investigações dos casos, que seguem em sigilo na Delegacia de Homicídios. Ato aconteceu em Maricá neste sábado (2)
Divulgação OAB
A Ordem de Advogados do Brasil (OAB) fez um ato contra mortes violentas em Maricá (RJ) neste sábado (2), Dia de Finados. Só neste ano, dois jornalistas, um vereador e o filho foram assassinados na cidade e até o momento ninguém foi preso. De acordo com a OAB, aproximadamente 50 pessoas participaram do ato.
Segundo a OAB, este é um ato simbólico e de repúdio. Por meio da Comissão de Direitos Humanos, a entidade também cobra celeridade na investigações. Eles colocaram “cruzes” em frente à OAB e andaram de branco pelas ruas.
Segundo o Presidente da OAB Maricá, Eduardo Carlos, o “Ato pela paz” é para solicitar esclarecimentos para esses crimes que estão ocultos e pedir reforço para segurança do município.
“O movimento é também para sensibilizar as autoridades para que olhem para Maricá com outros olhos. Ou com outra delegacia, ou com outro batalhão, isso não é uma crítica aos policiais que estão aqui, eles não tem culpa e estão trabalhando muito, mas precisamos de reforço”, disse Eduardo.
Sobre os crimes cometidos na cidade, a equipe de reportagem entrou em contato com a Polícia Civil. Por meio de nota, ela informou que as investigações continuam em andamento e sob sigilo.
Relembre os crimes
Jornalistas Romário Barros e Robson Giorno foram mortos em Maricá, RJ, neste ano
Reprodução/Facebook
Robson Giorno, dono do site “O Maricá” foi assassinado quando chegava em casa no dia 25 de maio.
Menos de um mês depois, no dia 18 de Junho, o jornalista Romário Barros, dono do portal “Lei Seca Maricá” também foi executado quando voltava de uma caminhada na Lagoa de Araçatiba.
Vereador Ismael Breve foi assassinado a tiros dentro de casa
Divulgação/Câmara de Vereadores de Maricá
Já em Agosto, o vereador Ismael Breve de Marins (DEM) foi morto a tiros junto ao seu filho, o advogado Thiago André Marins dentro de casa.
Veja outras notícias da região no G1 Região dos Lagos.


Fonte: G1