Muro de escola recebe painel em homenagem à cultura Hip Hop em Cabo Frio

0
456
Muro de escola recebe painel em homenagem à cultura Hip Hop em Cabo FrioA Avenida Ézio Cardoso da Fonseca, uma das vias mais importantes que cortam o centro comercial do bairro Jardim Esperança, está de cara nova. A localidade ganhou um mural de grafite a céu aberto – uma iniciativa dos artistas do grupo “Tá Na Rua Graffiti” em parceria com grafiteiros convidados. A intervenção teve como objetivo celebrar o Dia Mundial do Hip Hop, comemorado anualmente no dia 12 de novembro. Os desenhos cobrem uma extensão de cerca de 130m² do muro lateral do Colégio Municipal Prof.ª Elza Maria Santa Rosa Bernardo.

“Como todo ano, não podíamos deixar essa data passar em branco. Decidimos reunir representantes das quatro gerações de grafiteiros da cidade para participar da confecção desse mural. Foi uma forma que encontramos de revitalizar o coração do nosso bairro e de presentear a nossa grande Jardim Esperança, o berço da cultura Hip Hop e da arte de rua em Cabo Frio”, destacou uma das artistas integrantes da crew “Tá Na Rua Graffiti”, Bianca Vieira. Intitulado “Hip Hop Celebration”, o mural faz alusão aos quatro pilares essenciais da cultura Hip Hop: o rap, o DJ, o breakdance e o graffiti, em seus variados estilos. Com cores fortes e vibrantes, os desenhos passeiam entre as técnicas do New School, realismo, Wildstyle e 3D, que, juntos, deram um colorido especial a um dos trechos de maior movimentação de pedestres e veículos do bairro.
A diretora do Colégio Municipal Prof.ª Elza Maria Santa Rosa Bernardo, Viviane Murray da Luz, se mostrou satisfeita com as intervenções artísticas na localidade. “O trabalho realizado pelos artistas do grafite mudou a paisagem de quem passa pelo Jardim Esperança. Antes essas paredes estavam sujas e pichadas, agora os muros do Colégio passaram a ter vida. Quero apenas agradecer os artistas pelo maravilhoso trabalho e que todos, sem distinção, possam preservar e admirar a arte ali exposta”, destacou.Além dos elementos característicos do Hip Hop, o mural presta homenagem à personalidades que marcaram a história do movimento em Cabo Frio, entre eles o artista Anderson Gigabyte, o “Gigante”. Cantor de rap, ex-membro do grupo PHP e morador do bairro, Anderson Wagner morreu aos 25 anos, vítima de bala perdida.
“Anderson Gigabyte foi um precursor, foi quem plantou a semente do Hip Hop em Cabo Frio há cerca de 20 anos, apresentando essa cultura a centenas de jovens do Jardim Esperança. Para nós, é muito gratificante resgatar toda essa jornada nesse bairro, que há anos abriga um verdadeiro canteiro de artistas que se esforçam todos os dias para ultrapassar barreiras e não deixar a riqueza cultural da periferia morrer”, complementou Bia. Participaram da confecção dos desenhos os grafiteiros Alexander Gonçalves, o “Mosca”, Cristiano Cardoso, o “Ousado”, Bianca Vieira, a “Bia”, Matheus Magno, o “Pec”, Alan Pedro do Patrocínio, o “Crono”, além do artista convidado João Batista, o “Sowtto”, do Distrito Federal, membro fundador de um dos grupos pioneiros de breaking dance no Brasil, a crew “DF Zulu Breakers”.
Formado em 2010, o coletivo “Tá na Rua Graffiti” reúne artistas da Região dos Lagos engajados na revitalização de espaços e paisagens urbanas. Entre os trabalhos de destaque já realizados pela trupe estão o I Encontro Nacional de Graffiti “Cabo Frio Em 400 Cores”, que revitalizou os muros do Complexo Esportivo Aracy Machado, e o Festival “Ondas de Cores” (FOCO), que levou um mutirão de graffiti para a praça do bairro Boca do Mato e diversas atividades sociais gratuitas voltadas a crianças e jovens da periferia.