Ministério Público solicita a prisão preventiva dos cinco envolvidos no homicídio do “Negão do Bope”, em Cabo Frio

0
218

Ministério Público solicita a prisão preventiva dos cinco envolvidos no homicídio do “Negão do Bope”, em Cabo FrioO Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça de Investigação Penal da Comarca de Cabo Frio, apresentou uma denúncia em que requer a decretação de prisão preventiva dos cinco envolvidos no homicídio do policial militar Luiz Paulo Costa Silva, mais conhecido como “Negão do Bope”. A identificação dos autores ocorreu por meio da análise das imagens de câmeras de segurança e da quebra de sigilo telefônico dos envolvidos.

O crime aconteceu na manhã de 16 de fevereiro de 2020. Na ocasião, o policial foi assassinado a tiros, enquanto estava no seu carro indo para casa, após encerrar o plantão. O MPRJ ressalta que os denunciados – o mandante, três executores e o motorista do carro utilizado no crime – atuam no tráfico na Favela do Lixo e se associaram para cometer os crimes de homicídio qualificado, porte ilegal de munições de uso restrito e receptação, crimes cujas penas, somadas, podem chegar a 45 anos de prisão.

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para [email protected]

©Plantão dos Lagos
Fonte: Redação / Plantão
Fotos: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui