Menino de apenas quatro anos declara o seu amor pelo trabalho de coletor de lixo em Cabo Frio

0
81
Menino de apenas quatro anos declara o seu amor pelo trabalho de coletor de lixo em Cabo FrioUm menino de quatro anos viralizou nas redes sociais em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, ao demonstrar paixão pelo trabalho de coletor de lixo. Cristyane Moutinho, mãe do pequeno Bernardo, conta que o filho desenvolveu essa paixão quando tinha três anos, ao descobrir vídeos dos trabalhadores na internet. “Ele sempre pegou meu telefone e o do meu esposo para ver o caminhão do lixo, e quando eu perguntava que graça tinha ver os outros jogando lixo dentro do caminhão, ele respondia que gostava. Depois que eu peguei o telefone e vi que os caminhões de lixo que ele gostava de ver eram dos trabalhadores dançando atrás da caçamba. Ele via que não era só jogar lixo, aquilo também podia ser uma diversão para ele, ele podia dançar e jogar o lixo”, explicou.
Segundo Cristyane, o vídeo de Bernardo foi postado na rede social por um amigo da família e já conta com milhares de visualizações. A criança admira tanto os garis que seu último aniversário teve como tema o trabalho dos coletores de lixo. Depois de receber o vídeo de Bernardo, a Companhia de Serviços de Cabo Frio (Consercaf) convidou a criança para ver o funcionamento dos caminhões compactadores de lixo. “A gente ficou muito feliz com esse vídeo, pois é uma atitude muito digna e nobre do pequeno Bernardo. Ele é tão jovem, mas com uma consciência ambiental e coletiva muito importante, que falta em muitos adultos”, comentou Dario Guagliardi, presidente da Consercaf.
De acordo com Cristiane, Bernardo se sentiu realizado ao visitar a empresa. Segundo ela, o filho estava radiante ao realizar o sonho de andar no caminhão da empresa. “Ele sempre pede para andar no caminhão, mas não pode, porque os trabalhadores não deixam. E lá dentro ele andou, deu duas voltas. E o olho dele brilhava, como se fosse a melhor coisa do mundo para ele”, afirmou. Cristyane comentou ainda que admira o amor do filho pela profissão dos coletores de lixo e que o apoiará caso Bernardo queira se tornar um profissional da área no futuro.
(Fonte: Portal G1)