Meio Ambiente de Cabo Frio apreende gaiolas para captura de aves silvestres no Pontal do Peró

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Após receber denúncia sobre a captura ilegal de aves silvestres, no Pontal do Peró, a fiscalização de Meio Ambiente da Prefeitura de Cabo Frio foi até o local e encontrou duas gaiolas com alçapão – armadilha para a captura de pássaros. A ação aconteceu na quarta-feira (25) e contou com a participação dos fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Saneamento e de agentes da Guarda Marítima e Ambiental, grupamento da Guarda Civil Municipal.


De acordo com a fiscalização, diversas denúncias foram feitas sobre a colocação das armadilhas no meio da mata. Os responsáveis pelas gaiolas fugiram ao perceberem a aproximação dos fiscais. O material encontrado foi apreendido e destruído.


De acordo com o artigo 29 da Lei nº 9.605/98, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, é crime e pode resultar em detenção de seis meses a um ano, além de multa.


A secretária municipal de Meio Ambiente e Saneamento, Dhanyelle Garcia, destaca que as ações de fiscalização ambiental estão em curso em todo o município, sobretudo nas áreas de preservação permanente.


“Nossas equipes estão sempre atentas às irregularidades e às práticas que trazem prejuízos ao meio ambiente, como a caça e capturas de animais silvestres, ocupação irregular, invasões, desmatamento e qualquer outra ação contra a preservação do patrimônio ambiental do município”, afirma a secretária.


OCUPAÇÕES IRREGULARES


Ainda na operação desta quarta, a Fiscalização de Meio Ambiente retirou o cercamento encontrado em uma área de mata no bairro Jacaré. A ação aconteceu na Avenida do Contorno, após o trevo da Ogiva. A cerca, fixada de forma irregular, escondia lixo e sucata, que estão sendo retirados do local. O responsável pela invasão ainda não foi identificado.


Na Estrada Velha de Búzios, na altura do bairro Reserva do Peró, os fiscais ambientais, em conjunto com a Secretaria Adjunta de Fiscalização Fundiária, retiraram o cercamento irregular, construído em área pública. O responsável pela construção foi notificado e o muro demolido com a ajuda de uma retroescavadeira.

Descubra por que a Folha dos Lagos escreveu com credibilidade seus 30 anos de história. Assine o jornal e receba nossas edições em casa.

Assine Já*Com a assinatura, você também tem acesso à área restrita no site.



Fonte: Folha dos Lagos