Interpol procura mulher de Glaidson

0
18


A Polícia Federal e o Ministério Público Federal investigam Mirelis ainda por organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Na quarta-feira (25), Glaidson foi preso pela PF  em uma mansão na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

Dois dias antes (segunda, 23), Mirelis fugiu para Miami.

De acordo com investigações, ela entrou nos Estados Unidos com visto de estudante. Seu nome está na difusão vermelha da Interpol como foragida.

As investigações da PF mostram que ela é sócia em duas empresas de Glaidson.

De acordo com as investigações, pelas contas bancárias de uma das empresas e de Glaidson foram movimentados R$ 38, 2 bilhões, 44% disso nos últimos 12 meses. Ou seja, algo em torno de R$ 16 bilhões em um ano.

Saiba mais: 

Glaidson continuará preso: prisão preventiva é mantida



Fonte: Jornal de Sábado