Grupo de milicianos assume autoria da morte do procurador de São Pedro da Aldeia

0
143

Um grupo de milicianos autodenominado “Tigres de Libertação”, assumiu através de um perfil no Facebook, a autoria do assassinato do Procurador de São Pedro da Aldeia, Fausto Ferreira Leite Neto, assassinado na noite  desse domingo (27/01). O crime aconteceu nas proximidades da Rua do Fogo. Testemunhas relataram que o carro do Procurador foi fechado por uma dupla de motoqueiros, que dispararam pelo menos três vezes contra o veículo. De acordo com a perícia, os projéteis atingiram o pescoço, o ombro e a costela de Fausto, que perdeu o controle do carro e caiu em um barranco nas margens da rodovia RJ-140, na localidade conhecida como Estrada da Cruz.

O grupo de milicianos afirmou que “devido à falta de compromisso de Fausto e envolvimento com corrupção em São Pedro da Aldeia, na qual impossibilita certas atividades lícitas, dando lugares a atividades ilícitas como a cidade enfrenta”. A página do “Tigres de Libertação” também exibe diversas publicações sobre atentados ao redor do mundo. O grupo também publica outras atividades realizadas em cidades vizinhas como Macaé, no Norte Fluminense. “Foi decidido na organização que voltemos a ativa nas execuções na cidade para eliminar essa quadrilha de assaltantes que vem agindo na região”, afirma a publicação. O Delegado da 125ª DP (São Pedro da Aldeia), Rodrigo Bechara, disse que foi informado sobre a publicação e que o caso segue sob investigação dos agentes policiais.

Conteúdo exportado via Portal de Notícias Administrável Hotfix