Servidores da educação em greve passam a noite na Prefeitura de Cabo Frio

    0
    49

    Um grupo de dez servidores da educação municipal de Cabo Frio passou a noite em vigília dentro da sede da Prefeitura. Eles só pretendem sair do prédio depois de serem atendidos pelo prefeito Dr. Adriano Moreno. Por volta das oito da noite dessa terça-feira (09/07) veio uma ordem para trancar os banheiros e apagar as luzes do prédio, mas nem isso fez os professores desistirem da ocupação. A categoria está em greve desde o último sábado (06/07), depois que o governo mais uma vez atrasou os salários, ultrapassando o quinto dia útil do mês, que calhou na sexta-feira (05/07). Também nessa terça-feira o município divulgou o calendário de pagamentos, confirmando o atraso dos salários mais uma vez.

    Parte dos servidores concursados da educação não receberam e o governo promete quitar os salários no dia 12 (sexta-feira). Os contratados só receberão no dia 19 de julho, segundo a Prefeitura, ou seja, no 15º dia útil do mês, depois do vencimento de praticamente todas as faturas de água, luz, cartão de crédito etc. Pela manhã dessa quarta-feira (10/07), servidores dos demais sindicatos que representam os servidores públicos municipais, com apoio da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e da Federação dos Servidores Públicos Municipais no Estado do Rio de Janeiro (FESEP) farão um “pedágio solidário” no centro da cidade, com distribuição de cachorro-quente para conscientizar a população sobre o movimento grevista.

    O município divulgou uma nota na noite dessa terça-feira alegando que a situação estava “normal” porque não houve comunicado de greve. O anúncio foi desmentido imediatamente pelo SEPE Lagos. O mesmo comunicado que suspendeu a última paralisação, datado de 14 de junho, informava que a categoria estava em greve a partir de 6 de julho caso os salários não fossem pagos INTEGRALMENTE para efetivos e contratados. A decisão já havia sido tomada em assembleia e ratificada em um segundo encontro da categoria na Escola Municipal Professor Edilson Duarte, no fim do mês. Várias escolas municipais estavam com cartazes nas portas na terça-feira informando aos pais que algumas turmas não teriam aulas por conta da greve.

    ATO NA CÂMARA MUNICIPAL NESSA QUINTA-FEIRA

    Na última assembleia da categoria, que aconteceu na segunda-feira (08/07), os profissionais da educação ratificaram mais uma vez a GREVE POR TEMPO INDETERMINADO. Um ato está programado para acontecer nessa quinta-feira (11/07) na Câmara Municipal, às 17h. O SEPE Lagos também está se organizando para trazer a opinião pública para o lado dos servidores e vai colocar “bicicletas de som” para circular nos bairros e fazer plantão na porta das escolas na parte da manhã para conversar com pais de alunos. O movimento também vai solicitar audiência com o Ministério Público para denunciar a crise dos salários em Cabo Frio. Uma nova assembleia também está confirmada para a sexta-feira (12/07).

    Ofício do SEPE Lagos informa à Prefeitura sobre a greve a partir de 06/07 caso os salários não fossem pagos integralmente

    Conteúdo exportado via Portal de Notícias Administrável Hotfix