Educação de Cabo Frio decide pela greve a partir do dia 15 de janeiro

0
54

Como o Plantão dos Lagos antecipou, os profissionais de educação em Cabo Frio resolveram mesmo “cruzar os braços”. Em assembleia nessa quarta-feira (09/01) a categoria resolveu paralisar as atividades a partir da terça-feira, dia 15 de janeiro, respeitando os prazos legais. Isso pode inclusive atrapalhar o andamento do processo seletivo que está acontecendo na Secretaria de Educação de Cabo Frio, já que os funcionários do setor administrativo também devem paralisar as atividades.

Segundo informações do núcleo regional do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE Lagos) há 250 agentes administrativos , 90 secretárias escolares e 270 diretores e dirigentes que estão trabalhando nesse recesso de início de ano, inclusive, no processo de pré-matrícula das escolas públicas, que também pode ser prejudicado. Na programação do sindicato, um ato acontece nessa quinta-feira (10/01) em frente da Câmara Municipal para marcar o início das manifestações em 2019.

A motivação do movimento foi o fato da Prefeitura ter descumprido o compromisso de pagar o salário dos profissionais de educação (e demais categorias) até o quinto dia útil do mês. Em nota oficial, a Secretaria de Fazenda anunciou que vai pagar os concursados dia 16 e os contratados apenas no dia 23 de janeiro. Duas novas assembleias estão marcadas para os dias 17 de janeiro e 4 de fevereiro, às 18h. Haverá ato público também na Secretaria de Fazenda. Os aposentados irão fazer uma manifestação na sede do Ibascaf, na terça-feira (15/01), às 9h.

Na assembleia dessa quarta-feira, o SEPE também deliberou que vai convidar as demais categorias de servidores públicos a participarem desses atos, em especial, os profissionais do setor de saúde do município. O Sindicato também vai ajuizar ação no Ministério Público, contra a Prefeitura, pelo descumprimento do calendário e vai ajuizar uma ação direta contra o Secretário de Fazenda do município, Antonio Carlos Nascimento Vieira, o “Cati”. Na opinião da categoria, “o responsável pela pasta deve pagar os juros das contas dos funcionários”, disse o SEPE em nota.

DINHEIRO DOS ESTACIONAMENTOS

A direção do SEPE também resolveu aproveitar o movimento grevista e as várias manifestações que serão feitas pela cidade para conscientizar a população sobre a luta dos profissionais da educação e levantar um outro questionamento: o sindicato vai cobrar esclarecimentos de como está sendo gasto o dinheiro arrecadado com os estacionamentos turísticos de Cabo Frio, tanto nas praias (como por exemplo na ilha do Japonês) como no Terminal de Onibus de Turismo (TOT), que fica no Porto do Carro. O SEPE encerra a nota dizendo o seguinte: “Onde está essa verba? O que foi feito com ela? Mais de um milhão e meio de pessoas a mais na cidade, não se tem espaço para fazer nada e a desculpa é estamos juntando recursos”.

REFLEXOS

Coincidência ou não, o site oficial da Secretaria de Educação, onde é realizado inclusive o processo de pré-matricula amanheceu nessa quinta-feira (10/01) fora do ar, apenas com um aviso de manutenção e um pedido de desculpas aos usuários. Há ainda a informação de que o serviço será normalizado até o meio-dia. Apenas o site do processo de transferência de alunos entre as escolas das redes está em funcionamento. Esse procedimento tem prazo de 10 a 13 de janeiro para ser realizado no endereço: http://transferencia.semecabofrio.rj.gov.br/

RESPOSTA DA PREFEITURA

Até o fechamento dessa matéria não havíamos recebido a resposta oficial da Prefeitura de Cabo Frio sobre esses questionamentos e para informar ao cidadão se o processo seletivo da Secretaria de Educação e a Pré-Matrícula nas escolas municipais seria prejudicada com o movimento grevista. Assim que recebermos as informações, vamos atualizar essa postagem.

Conteúdo exportado via Portal de Notícias Administrável Hotfix