Governo do Rio lança edital ‘Cultura Presente Nas Redes 2’

0
8


Artistas e produtores fluminenses poderão contar com novo auxílio por parte da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Sececrj). Começam nesta terça-feira (31), às 18h, as inscrições para o edital “Cultura Presente nas Redes 2”, que, como sua versão anterior do ano passado, é voltado para pessoas físicas. Desta vez o número de beneficiários será dobrado. Serão 3 mil contemplados com R$ 2,5 mil por projeto, com investimento de R$ 7,5 milhões do Fundo Estadual de Cultura (FEC).

As inscrições serão realizadas pelo sistema “Desenvolve Cultura”, no site da Sececrj, e vão até o dia 29 de setembro, às 18h. Para concorrer, basta ser residente do Estado do Rio e ter mais de 18 anos, além de comprovar atuação na área cultural há pelo menos um ano.

“Este é o primeiro edital do nosso Pacto Cultural RJ, que foca na democratização do acesso aos recursos da cultura. Estamos garantindo vagas por município, com inscrição simplificada e apoio aos fazedores de cultura na ponta, valorizando a arte de cada cidade. Este edital é como uma porta de entrada para acessar novas chamadas públicas, por isso é fundamental que todos façam a leitura atenta do edital e realizem sua inscrição dentro dos 30 dias vigentes “. Ressaltou a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.

Cultura Presente Nas Redes 2 com novidades

Diferentemente do edital anterior, o novo Cultura Presente Nas Redes possibilitará a realização de ativações com público, desde que respeitados os protocolos contra a Covid-19 e que o realizador também grave sua apresentação e gere um link, como forma de prestação de contas. O material digital também funcionará como legado do edital, pois as imagens poderão ficar disponíveis nas plataformas digitais para que o público veja, mesmo depois de encerrado o período de vigência.

Outra novidade do edital é a divisão das vagas por município, sendo que na capital as cotas serão proporcionais à população de cada uma das cinco Áreas de Planejamento da cidade. A medida possibilita uma distribuição mais democrática e transparente dos recursos. Em caso de não preenchimento das vagas, haverá redistribuição entre os aprovados na classificação regional e depois na classificação geral. O documento prevê como critério de desempate o proponente não ter recebido a premiação da primeira edição realizada no ano passado, nem em outros Editais Emergenciais da Sececrj de premiação à pessoa física nos anos de 2020 e 2021.

Para concorrer à premiação, o proponente precisa estar com seu CPF regular e a pessoa não pode estar inadimplente com a Secretaria. O edital cobre as áreas de música, dança, teatro, circo, artes plásticas, folclore, artesanato, fotografia e cinema.

Não há impeditivo para o proponente atuar em conjunto com outros artistas ou produtores, mas o valor será o mesmo por projeto apresentado e uma única pessoa fica responsável pela apresentação dos documentos e prestação de contas. Deverá ser apresentado uma produção cultural inédita por proponente. Não poderá proponentes diferentes se inscreverem para realizar uma mesma produção cultural.



Fonte:
Fonte Certa