Golpistas se passam pela vigilância sanitária e pedem dinheiro, alerta Saúde

    15

    A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba alerta a população sobre uma nova tentativa de golpe em prática na cidade. Pessoas usando o nome Vigilância Sanitária estão solicitando dinheiro a empresários locais para confecção de materiais sobre a covid-19.

    Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

    A Vigilância Sanitária alerta que todos os materiais com orientações para a população, independentemente de ser sobre o novo coronavírus ou não, são gratuitos. A Vigilância não faz ligações para cobrar por serviços.

    “Quem recebeu esse tipo de ligação ou mensagem deve fazer boletim de ocorrência para que a polícia possa investigar e tentar chegar até os criminosos”, afirma Rosana Zappe, diretora do Centro de Saúde Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba.

    Uma das pessoas que alertaram sobre a tentativa de golpe informou, nesta terça-feira (9/6), que recebeu a ligação de uma pessoa se identificando como funcionário da Vigilância Sanitária de Curitiba. Ela estaria arrecadando dinheiro para materiais de alerta sobre a covid-19.

    As taxas de serviço da Vigilância Sanitária são recolhidas por meio de Documento de Arrecadação Municipal (DAM) e referentes à licença sanitária e aprovação de projetos, portanto, sem vínculo com qualquer tipo de publicação.


    Fonte: Banda B