Educação implanta novo sistema de avaliação para melhorar a qualidade do ensino municipal – Casimiro de Abreu

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

Com objetivo de garantir melhor qualidade de ensino aos mais de 7 mil alunos da rede municipal, a Educação de Casimiro de Abreu adotou um novo sistema de avaliação da educação básica, o SAMEB-CA (Sistema de Avaliação Municipal da Educação Básica). O novo modelo permitirá um diagnóstico mais completo da educação municipal e oferecerá subsídios para a elaboração, monitoramento e o aprimoramento de políticas educacionais.

A ideia surgiu após a visita do prefeito Ramon Gildate e da secretária de Educação, Gracenir Oliveira, ao município de Sobral, no Ceará, cidade número 1 do Brasil em ranking de educação. “Antes, a avaliação era feita em parceria com instituições de educação.  Após conhecermos essa experiência de sucesso de Sobral, percebemos que o nosso município era capaz de criar o próprio sistema de avaliação”, explicou Gracenir.

As avaliações começaram a ser aplicadas na última segunda-feira (20) para os alunos do Fundamental I (1º ao 5 ano) de 12 escolas do município. As provas estão sendo realizadas através dos tabletes adquiridos pela Prefeitura. “Esse novo modelo de avaliação só foi possível graças aos tabletes adquiridos pela atual gestão. As provas estão sendo aplicadas digitalmente, facilitando a consolidação dos dados. Com os resultados, poderemos mapear toda a rede e aprimorar as políticas educacionais desenvolvidas no município”, disse a coordenadora do SAMEB-CA, Gracilene Oliveira.

Gracilene informou ainda que os resultados já serão aplicadas a partir do segundo semestre deste ano. “Esses dados permitirão um nivelamento da rede, possibilitando um trabalho específico em cada segmento. Conhecemos a realidade local, por isso nosso trabalho será otimizado. Costumo dizer que contra dados não há argumento. Toda metodologia será baseada em números e assim poderemos melhorar a qualidade do ensino no nosso município”, encerrou Gracilene.

Fonte: Casimiro de Abreu