Educação aldeense participa da certificação de Escolas Cívico-Militares em Brasília

0
10


O secretário de Educação, professor Elias Valadão da Mota, e a subsecretária, Kátia Moreno Santana, estiveram presentes, nesta quarta-feira (24), na cerimônia de certificação das Escolas Cívico-Militares, no Palácio do Planalto, em Brasília. Além da certificação das unidades que implantaram o modelo de gestão no ano de 2020, também foram citadas as 89 escolas que serão atendidas pelo programa em 2021, entre elas, a E. M. Miriam Alves de Macedo Guimarães, situada no bairro Fluminense.

A solenidade contou com a presença do presidente da república, Jair Bolsonaro, o diretor de políticas para escolas cívico-militares, Gilson Passos, e o Ministro da Educação, Milton Ribeiro, que destacou que o objetivo do programa não é só formar um bom estudante, mas também formar o cidadão que conduzirá o destino da nação brasileira.

Divulgação: SEMED/PMSPA

Para o secretário de Educação, o estreitamento de laços é a garantia de um bom desempenho do modelo de gestão na escola selecionada. “Participar dessa certificação também nos fez aprofundar o conhecimento sobre a metodologia de ensino que será estabelecida na escola Miriam. Também foi válido presenciar a eficácia do programa após o relato dos primeiros gestores, o que nos traz a segurança de um trabalho que será realizado em prol da nossa comunidade escolar. Em 2021, espero retornar para a nossa certificação”, disse Elias.

Kátia ressaltou a importância de ver unidades bem assistidas pelo programa e a satisfação em ter um maior índice de aprovação após a implantação do modelo de ensino. “A gente espera que a nossa escola obtenha o mesmo sucesso nos projetos realizados, assim como foi apresentado de outras unidades escolares que estão sendo assistidas pelo PECIM. Vimos escolas onde há 90% de aproveitamento, mostrando uma nova realidade após a implantação do programa. Foi um momento importante e de ver o não distanciamento entre o Ministério da Educação com as Secretarias de Educação, sendo um ponto positivo. Além de ver o bom aproveitamento da aprendizagem, o que foi muito significativo para nós como gestores da pasta”, pontuou a subsecretária.

Divulgação: SEMED/PMSPA

No mês de julho, a E. M. Miriam Alves de Macedo Guimarães foi oficializada no programa por meio da publicação da portaria n° 569, que habilita a unidade para seguir o modelo de ensino estabelecido pelo Instituto Brasileiro de Informação e Tecnologia, e pela Universidade de Brasília. A escola atendeu todos os critérios exigidos, entre eles, a aprovação da comunidade escolar, por meio de consulta pública eletrônica. Atualmente, de acordo com o Ministério da Educação (MEC), existem 127 escolas cívico-militares no país, espalhadas em 26 estados.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. De acordo com o MEC, os professores e demais profissionais da educação seguem como responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico, e os militares atuam apenas no apoio à gestão escolar e educacional.



Fonte: Prefeitura de São Pedro da Aldeia