Dezoito escolas municipais de Cabo Frio passam por desinfecção contra a Covid-19

0
8


Dezoito escolas da rede municipal de Cabo Frio passaram por desinfecção dos ambientes e controle da disseminação da Covid-19 no último mês de agosto. Ao todo, 13 escolas do primeiro distrito, três em Tamoios e dois Centros de Atendimento Pedagógico receberam o agente químico nos ambientes internos e externos, aplicado pela equipe de Vigilância em Saúde Ambiental.

A ação faz parte do cronograma preventivo adotado pela Secretaria de Educação de Cabo Frio, organizado pela equipe de infraestrutura, conforme solicitação das unidades escolares. A solução aplicada utiliza hipoclorito de sódio a 1%, composição recomendada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Abaixo a lista de unidade escolares que receberam a desinfecção em agosto:

Primeiro Distrito:
• Escola Municipal Alfredo Castro – Jardim Excelsior
• Escola Municipal Antonio da Cunha – Passagem
• Escola Municipal Arlete Rosa Castanho – Vila Nova
• Escola Municipal Domingos Gouvêa – Portinho
• Escola Municipal Elenita Ferreira dos Santos – Manoel Corrêa
• Escola Municipal Prof.ª Elza Maria Santa Rosa Bernardo – Jardim Esperança
• Escola Municipal Prof.ª Leomari Garcia Barreto – Tangará
• Escola Municipal Maestro Rui Capdeville – Guarani
• Escola Municipal Manoel Mendes – Jardim Nautilus
• Escola Municipal Prof.ª Patrícia Azevedo de Almeida – Jardim Esperança
• Escola Municipal de Educação Infantil Prof.ª Dalcy Barroso Pillar – Praia do Siqueira
• Escola Municipal de Educação Infantil Tio Cotias – Tangará
• Escola Municipal de Educação Infantil Vovó Cinha – Parque Burle

Tamoios:
• Escola Municipal Demerval Alves Rangel – Unamar
• Escola Municipal João Evangelista dos Santos – Botafogo
• Escola Municipal Justiniano de Souza – Maria Joaquina

Centros de Atendimento Pedagógico (Cenape):
• Cenape Prof. Durval Silva – Jardim Esperança
• Cenape Warly Studart – Jardim Olinda

A Secretaria de Educação também tem adotado diversas medidas de proteção tanto para a população que recebe atendimento presencial, quanto para os servidores que atuam no prédio público. Entre elas, o distanciamento social, aferição de temperatura na recepção, uso de máscaras de forma obrigatória, disponibilização de álcool em gel para higienização das mãos e desinfecções preventivas regulares em todo o espaço.



Fonte: Jornal de Sábado