Confira a entrevista com Índio, candidato à Prefeitura de Macaé pelo PMB | Região dos Lagos

0
24


No dia 15 de novembro 164.425 eleitores de Macaé, no interior do Rio, vão às urnas escolher quem vai ser o prefeito e os vereadores da cidade a partir de 1º de janeiro de 2021. E para ajudar o eleitor a definir o seu voto, o G1 convidou os 11 candidatos a participar de uma entrevista com cinco perguntas sobre temas que influenciam a vida da população.

Os candidatos que enviaram as respostas após o prazo não tiveram os seus conteúdos publicados. Respostas que ultrapassaram o limite de caractere, previamente informado, também foram cortadas para garantir do mesmo espaço de resposta a todos os postulantes.

Índio é o candidato à Prefeitura de Macaé pelo PMB. Ele tem 62 anos e é músico. Esta é a primeira candidatura dele ao cargo de prefeito.

Confira a entrevista com o candidato:

1 – Que tipo de ação pretende implementar parar gerar recursos para a cidade reduzindo a dependência dos royalties?

Diversificar a economia. Ecoturismo: temos uma boa rede hoteleira e restaurantes, aeroporto; serra e mar lindos que precisam de investimentos. Promover o Parque da Ciência e Tecnologia, com as Universidades públicas e privadas e cursos técnicos, Macaé de ponta! Inovação e eficiência na gestão, apoiando o empreendedor local, a usina de reciclagem, as indústrias não poluentes e tornar Macaé referência em sustentabilidade para o mundo! Desenvolver o setor de serviços e comércio local, promovendo espaços com manutenção para esporte, cultura, lazer e novos empregos.

2 – Como o senhor (a) pretende usar as novas tecnologias para tornar o atendimento público mais eficiente em alguma (s) área (s)? Explique sobre esse alinhamento do governo com as novas tecnologias.

A medida de rendimento do município está na razão direta de sua capacidade de controle. Vamos enxugar a máquina pública, informatizar e colocar os dados em tempo real, com ouvidoria interna e externa, processos online etc.; os secretários deverão ser pessoas técnicas, comprometidas com sua pasta; funcionários públicos receberão capacitação para atender aos princípios de governança de transparência e eficiência. Cargos comissionados atenderão demandas dos planos estratégicos setoriais das secretarias, que terão prazos, responsáveis e orçamentos detalhados e disponíveis no site oficial.

3 – Infraestrutura da cidade: quais as prioridades e como atendê-las?

Plano de saneamento. Plano de drenagem. Revisão do Plano Diretor e de Mobilidade Urbana a partir dos vetores de crescimento: urbanização, turismo e acessibilidade nos bairros e empresas. Parque Cultural de Macaé e um conjunto de ações para equipamentos públicos gerando lucro para o município. Nosso Plano Estratégico de Governo atuará com secretarias estratégicas com missão, estratégias para alcançar a missão através de programas que acolhem diversos projetos e maior participação popular e das entidades administrativas existentes e a serem criadas como Fundação de Parques e Jardins de Macaé.

4 – Caso eleito, quais medidas, na prática, o senhor pretende implementar para a população ter acesso a uma saúde pública de qualidade?

Melhorar o sistema de informação. Contratar e ampliar o tempo de permanência do profissional conforme cargos e salários compatíveis com a carga horária. Realizar na cidade exames e atendimentos que são feitos fora do município, melhorar o pronto atendimento e o programa saúde da família na região serrana, fazer mais e equipar postos de saúde. Ampliar atendimentos, exames, medicações e urgências reduzindo as filas de espera nos exames, consultas, cirurgias. Intensificar campanhas de prevenção a doenças. Fazer o Hospital da Mulher, o Hospital da Criança e clínica-escola do autista.

5 – Cite outras ações, além das citadas anteriormente, ou algum projeto específico que o senhor (a) gostaria de implementar e contar à população sobre?

Temos que pensar na Macaé do futuro. Daqui a 40 anos, o que vai ficar de Macaé? Tem que investir em ciência e tecnologia, energias renováveis, eco turismo e com as escolas de tempo integral com cultura, esporte e cursos profissionalizantes, tirar a garotada das ruas, dar dignidade aos bairros. Fazer as parcerias com o Governo Federal para voltar o trem, ampliar os programas sociais, o suporte à agro economia e empreendedorismo. Com muito dinheiro ou nem tanto, tem que ter uma gestão eficiente e ao invés de especuladores, dar lugar às ações que cuidem da cidade e de sua gente. Macaé, minha terra querida!

VÍDEOS: Funciona Assim – Eleições 2020



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui