Começam as obras de restauração do Palácio das Águias, em Cabo Frio

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Tiveram início, em Cabo Frio, as obras de restauração do Palácio das Águias, localizado na Rua Érico Coelho, no Centro da cidade. O restauro está sendo custeado integralmente pelo Banco Itaú, proprietário do imóvel, que vai transferir o local para a Prefeitura após o término da obra. A previsão de entrega do prédio é de cinco meses.

A intervenção está sendo realizada pelo Estúdio Sarasá, que é reconhecido em todo o Brasil por obras de conservação e restauro em monumentos históricos. No portfólio da empresa consta o restauro de prédios históricos, como o Teatro Municipal de São Paulo, os vitrais da Catedral de Brasília e o Museu do Ipiranga.

A negociação para a cessão do espaço à Prefeitura de Cabo Frio foi traçada pelo Governo Municipal em conjunto com o Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). A estrutura é uma das últimas construções remanescentes da paisagem cultural da antiga Rua Direita.

A HISTÓRIA DO PALÁCIO DAS ÁGUIAS

O Palácio das Águias foi construído no final do século XIX e é conhecido com esse nome por existirem três estátuas de águias em sua parte superior, que foram trazidas da França na época da construção. Além dos ornamentos, a parte frontal é constituída por três janelas e portas, e um sobrado de metal. Sua fachada tem traços de arquitetura da época do romantismo, de influência europeia.

O local também é conhecido como “Sobrado do Tutu”, apelido dado a seu primeiro proprietário, Tertuliano Ferreira. A construção foi tombada pelo Inepac em 12 de junho de 1989, após um requerimento realizado por uma Comissão Pró-Conservação do local, que obteve mais de três mil assinaturas. Na época, o documento foi recebido pelo governador Moreira Franco, que publicou o ato de tombamento.



Fonte: Jornal de Sábado