Búzios é a cidade da Baixada Litorânea que mais salva vidas na pandemia da COVID-19

0
7


Com base no Centro de Informações Estratégicas e Resposta de Vigilância em Saúde (CIEVS-RJ), da Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro, Búzios é a cidade da Baixada Litorânea que mais salva vidas na pandemia.

A Prefeitura de Búzios, por meio da Secretaria de Saúde, lidera este ranking por ter investido em políticas públicas voltadas à saúde e a estruturação dos serviços, incluindo a abertura de novos leitos e a troca de uma tenda de triagem, instalada no município, para um hospital de campanha exclusivo para atendimentos de pacientes com suspeitas da doença.

Com 4.790 casos curados da COVID-19, Búzios apresenta a menor taxa de letalidade da Baixada Litorânea com o índice de 1,2%. Em segundo lugar está Iguaba Grande com 2,5%, seguido por Casemiro de Abreu com 2,9%. O município de Cabo Frio registra 5,3% e Araruama com 6,1%. Saquarema aparece em última posição no ranking com 10%.

O Prefeito Alexandre Martins destaca a atuação dos profissionais que estão no combate a esta pandemia.

“Quero parabenizar a atuação de todos os nossos profissionais envolvidos nesta campanha para salvar vidas que tem sido destaque nas pesquisas onde apontam o serviço como eficiente e fundamental no combate à COVID-19. Esse ranking só reforça a competência do nosso sistema de saúde e nos motiva a continuarmos com ainda mais qualidade e dedicação para proteger toda a população” – destacou o gestor.

Segundo o Secretário de Saúde, Dr. Marcelo Amaral, 04 ações foram implementadas para que este resultado fosse alcançado, sendo elas o fortalecimento da Rede de Atendimento Especializado, ampliação da estrutura de atendimento hospitalar, reforço na fiscalização e campanha de conscientização.

“Desde o início do ano estamos preocupados em fortalecer a estrutura da saúde em nossa cidade. Aumentamos o quantitativo de agentes de saúde para que pudéssemos controlar e monitorar os casos de COVID-19; instalamos 03 (três) tendas de triagem para descentralizar o atendimento, para que o paciente não precise se deslocar para longe de sua residência em busca de atendimento. Ampliamos a testagem, a fim de realizarmos um diagnóstico precoce, principalmente nos pacientes a serem internados. Instalamos um hospital de campanha, ampliando a nossa quantidade de leitos que eram 12 e hoje possuímos 35.

Aumentamos a nossa capacidade de atendimento na Unidade de Pacientes Graves (UPG) de 06 leitos para 16 e aumentos, também, o nosso quantitativo de médicos para 37 profissionais em atendimento exclusivo ao diagnóstico de coronavírus. Reforçamos o abastecimento dos nossos insumos hospitalares para tratamento imediato aos sintomas.

Em ação conjunta entre Guarda Civil, Postura e Vigilância Sanitária, a fiscalização de aglomerações e das medidas de prevenção foram intensificadas em todo município. Com a conscientização da nossa população, certamente alcançaremos maiores resultados”, explicou o Dr. Marcelo.



Fonte: Jornal de Sábado