Associação de Hostels de Arraial convoca a população para mutirão de limpeza da Prainha

0
261

Proprietários de hostels de Arraial do Cabo convocam a população para o mutirão de limpeza que acontecerá nesta sexta-feira (27/12), na Prainha. A iniciativa é da Associação de Hostels da cidade – Unihostels e tem como finalidade promover a limpeza de um trecho da praia e chamar a atenção das autoridades para o problema que já afeta o turismo.  Há cerca de 10 dias as praias da região vêm sendo tomadas por vegetação vinda de lagoas de Carapebus.  Segundo representantes da associação, já há desistências de reservas por conta do problema.

O presidente da Unihostels – Gilberto Freitas  explicou que depois de todas as dificuldades do setor,  devido aos diversos problemas ao longo desse ano, o aparecimento dessas plantas pode comprometer também o verão: “A nossa retrospectiva não é boa: começamos o ano de 2019 com  o excesso de chuva em janeiro; em seguida houve o problema das fake news sobre possível contaminação de esgoto em nossas praias; em abril as praias sofreram com o vazamento de óleo da Petrobras e em maio os alagamentos causados pelas fortes chuvas fecharam o único acesso à cidade. A nossa expectativa era minimizar as perdas do ano durante a alta temporada, no entanto, com mais esse problema, a gente teme que o verão todo seja comprometido e o setor venha amargar mais prejuízos”, informou Gilberto.

A concentração para o mutirão de limpeza está marcada para 8 horas da manhã no canto direito da Prainha. Qualquer pessoa pode participar. Os voluntários receberão sacolas e luvas para o recolhimento da sujeira. As Prefeituras têm se empenhado para recolher as plantas que chegam todos os dias às praias da Região dos Lagos, em um trabalho braçal e cansativo, que requer muita mão-de-obra. O Governo do Estado também já repassou recursos para as Prefeituras fazerem a limpeza e monitoram a maré de plantas que ainda pode chegar nas praias de Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios, vinda de Carapebus, no Norte Fluminense.

PREFEITURA DE ARRAIAL ACIONA CARAPEBUS E ICMBio NA JUSTIÇA

O documento trata de uma ação cautelar que determina o fechamento imediato do Canal do Paulista, de onde essas plantas estão saindo, a abstenção de nova abertura por parte do município de Carapebus e o pedido de não liberação da ação por parte do ICMBio. Além disso, também solicita a instalação de barreiras de contenção capazes de reter a chegada dos resíduos à Arraial do Cabo e a retirada da vegetação que já está nas praias cabistas, sob pena de multa diária de R$200 mil. A Prefeitura de Arraial do Cabo informa que, somente na operação de limpeza nessa quinta-feira (26/12), 140 toneladas de taboas e rejeitos foram tiradas na Praia dos Anjos. A limpeza segue sendo realizada diariamente, tendo em vista que a chegada dessas plantas ainda não cessou. A Secretaria Serviços Públicos, o IDAC e a Secretaria do Ambiente realizam a limpeza e o operacional com auxílio de voluntários.