Assistência Social, Aciaspa e CDL promovem live informativa sobre os canais de denúncia contra violência doméstica

0
9


Para dar continuidade e maior visibilidade às ações de incentivo à denúncia de violência doméstica, a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), em parceria com Associação Comercial, Industrial, Turística e Agrícola de São Pedro da Aldeia (Aciaspa) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), promoverá uma live informativa nesta terça-feira, às 19h. Serão abordados, ainda, a Campanha Sinal Vermelho, além dos sinais e ciclos das agressões. A transmissão ao vivo será pela página oficial do Instagram das entidades (@aciaspacdl). 

Mediadora do evento on-line e coordenadora de Políticas Públicas Voltadas para Mulheres da SASDH, Renata Santos, comentará o aumento de casos de violação contra os direitos das mulheres durante o período de isolamento social ocasionado pela pandemia. “Existem muitas dificuldades entre as mulheres de realizar a denúncia de violência nestes tempos de pandemia, o que gera uma diminuição de registros nas delegacias”, assinala a coordenadora.  

Entre as palestrantes estão a titular da Delegacia Especializada no Atendimentos à Mulher (DEAM) de Cabo Frio, Waleska dos Santos Garcez; e a psicóloga comportamental, jornalista e escritora, Mia Malafaia. A delegada ressaltará a importância da instituição de segurança no atendimento às vítimas de violência. Já Mia Malafaia discutirá os ciclos e sinais de violência. 

A pandemia e o aumento dos casos 
Desde o começo da pandemia, pesquisas alertam para o aumento da violência doméstica.  Segundo levantamento inédito do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, publicado nesta segunda-feira (7), para 25,1% das entrevistadas, a falta de autonomia financeira, impulsionada pelo aumento do desemprego, é o principal motivo de vulnerabilidade, seguido pela maior convivência com o agressor e dificuldade de procurar a polícia. No geral, uma em cada quatro brasileiras sofreu algum tipo de violência no último ano, seja ela física, psicológica ou sexual.

Diante dessa crise, surgiram novos canais para tentar oferecer às vítimas opções seguras para fazerem as denúncias, além dos meios já tradicionais. Esses meios serão debatidos e informados durante a live. 

Campanha Sinal Vermelho
No dia 10 de junho de 2020, a Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), em parceria com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), lançou a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica. Com um “X” vermelho desenhado na palma de uma das mãos, as vítimas podem procurar farmácias em todo Brasil. Os atendentes, ao verem o sinal, imediatamente acionam as autoridades policiais. Em São Pedro da Aldeia, 16 unidades fazem parte da campanha. 



Fonte: Prefeitura de São Pedro da Aldeia