Arrecadação própria de São Pedro da Aldeia registra aumento no primeiro quadrimestre de 2021

0
13


O trabalho conjunto da Prefeitura de São Pedro da Aldeia culminou no aumento da arrecadação própria do município, comparado com o mesmo período do ano anterior.  Apesar do momento pandêmico, as campanhas de conscientização popular e as ações da administração pública propiciaram a elevação da adimplência dos contribuintes aldeenses, conforme indicam os dados divulgados na audiência pública de prestação de contas do município. Os números estão disponíveis para consulta no portal da transparência (clique aqui). 

O cumprimento do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) representou arrecadação de mais de R$ 12 milhões, de janeiro a abril de 2021. O dado representa um aumento de 21% no comparativo com o ano anterior. 

O prefeito, Fábio do Pastel, ressalta que a colaboração da população é fundamental para o desenvolvimento da cidade. “Nosso foco é levar dignidade aos aldeenses. Estamos trabalhando intensamente para melhorar a qualidade de vida da nossa população. Ver a resposta dos moradores, mostrando que confiam em nosso trabalho, renova nosso ânimo para continuar com ações que levem dignidade, especialmente aos moradores dos bairros mais afastados do município”, destacou. 

Durante o período, a administração municipal atingiu, também, a economia orçamentária de cerca de 35 milhões e 700 mil, além de amortizar o saldo da dívida recebida de gestões passadas em aproximadamente 3 milhões de reais. 

Incentivo fiscal

No atual cenário de enfrentamento ao coronavírus, o município oferece incentivo fiscal aos moradores, com anistia de até 100% dos juros e multas para pagamento de tributos em atraso. A oportunidade para os contribuintes estarem em dia com os débitos municipais vai até o dia 24 deste mês. Clique aqui e confira os descontos disponíveis e mais informações.

Os interessados podem fazer o refinanciamento de forma on-line ou procurar o setor de atendimento da Secretaria de Fazenda, na sede da prefeitura. 

O programa de refinanciamento fiscal, iniciativa da Secretaria de Fazenda, visa promover a regularização dos débitos tributários e não tributários municipais, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), Imposto Sobre Serviços (ISS) e ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), entre outros.  



Fonte: Jornal de Sábado