Arraial do Cabo passa a produzir o oxigênio hospitalar que vai consumir no município

0
229

Arraial do Cabo passa a produzir o oxigênio hospitalar que vai consumir no municípioA Prefeitura de Arraial do Cabo, através da Secretaria de Saúde, realizou essa semana, a aquisição de uma usina concentradora de oxigênio (PSA) com geração de gás e produção ininterrupta. A máquina já foi instalada e adquirida através de processo licitatório enviado ao Tribunal de Contas (TCE). Na área médica, o oxigênio puro tem um papel vital, como nas incubadoras de recém-nascidos, em que as chances de sobrevivência aumentam com o enriquecimento do ar com oxigênio. A mistura gasosa de alta pureza iguala-se ao ar atmosférico, porém é isenta de umidade, microorganismos e resíduos poluentes. Devido a sua alta pureza é indicado para uso terapêutico em tratamentos intensivos, cirurgias, nebulizações, bem como na movimentação pneumática de aparelhos de anestesia, respiradores de UTIs e secagem de instrumentos cirúrgicos.

Algumas doenças que causam insuficiência respiratória podem fazer com que a quantidade de oxigênio presente no ar não seja o suficiente para algumas pessoas. Por isso, torna-se necessário complementar a respiração com um concentrador de oxigênio, que funciona filtrando o ar presente no ambiente e fornecendo ao paciente apenas o oxigênio puro. O ar entra no aparelho e passa por um filtro que descarta partículas, bactérias e vírus. Após essa etapa, o ar filtrado passa por um compressor rotativo e depois por um filtro de zeolite, onde o nitrogênio é absorvido. O ar que respiramos, vale lembrar, é composto por 79% de nitrogênio, mas apenas o oxigênio é absorvido. O oxigênio restante do ar é então armazenado em um reservatório e em seguida vai para um fluxômetro, que permite que a quantidade que é fornecida ao paciente seja controlada.

Vale lembrar que a quantidade necessária para cada paciente diariamente é determinada pelo médico, através de exames específicos. A iniciativa se deu pensando única e exclusivamente no bem estar dos pacientes que necessitam deste tipo de tratamento, tendo em vista que a partir de agora não haverá a necessidade de aguardar a entrega de cilindros de oxigênio por parte dos fornecedores, visto que a produção se tornou própria. O sistema de saúde Arraial do Cabo vem se adaptando as novas tecnologias e crescendo conforme a realidade atual.

©Plantão dos Lagos
Fonte: Redação / Plantão
Fotos: divulgação