Após mulher dar à luz na calçada, médica ficará afastada até fim de sindicância

0
191




Caso aconteceu nesta terça-feira (26) em Macaé (RJ). Segundo a Prefeitura, a sindicância vai apurar os fatos que envolvem o atendimento da gestante. Thais teve o bebê na calçada de casa após ser liberada de hospital em Macaé, no RJ
Thais Bastos/Arquivo pessoal
A Prefeitura de Macaé, no interior do Rio, divulgou que decidiu afastar a médica que mandou uma gestante voltar pra casa na terça-feira (26). A mulher acabou tendo o filho na calçada horas depois.
A médica ficará afastada até a conclusão da sindicância que foi aberta pelo município.
Segundo a Prefeitura, a sindicância vai apurar os fatos que envolvem o atendimento da gestante e a apuração será realizada pela Procuradoria-Geral, que enviará cópia do procedimento ao Ministério Público.
A previsão é de que a sindicância dure 30 dias.
Nas redes sociais, Thais dos Santos Santana, de 28 anos, afirmou que o hospital a mandou para casa porque ela estava com 3 cm de dilatação e os médicos disseram que só poderiam interná-la quando tivesse com 5 cm de dilatação, mesmo após a bolsa ter estourado.
Apesar do susto, Thais disse na internet que ela e o bebê estão bem.
Após o parto, a mulher e o bebê voltaram ao Hospital Público de Macaé (HPM), onde ficaram internados.
O professor Edilberto Rocha, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e integrante da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) explicou que tudo indica que Thais passou por um parto taquitócico, que é um parto que evolui muito acelerado.
O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) informou que também vai abrir sindicância para apurar os fatos.
Veja outras notícias da região no G1 Região dos Lagos.



Fonte: G1