Aos 23 anos, chileno conquista Rio Open e entrará no Top 20 mundial

    0
    5

    O chileno Cristian Garín, número 25 do ranking da ATP, venceu o italiano Gianluca Mager neste domingo 23, por 2 sets a 0 (parciais de 7×6/7×5), e se sagrou campeão do Rio Open 2020. O tenista de 23 anos precisou de apenas 1h34 para confirmar o favoritismo contra o italiano, 128 do mundo.

    “Estou muito contente. Foi uma semana incrível, não sei nem como descrevê-la. Hoje, dormi quatro ou cinco horas. Estava muito nervoso, mas o dia terminou como o melhor dia da minha vida. Estou muito emocionado. Ganhar um torneio dessa magnitude me dá muita confiança e gana de seguir melhorando”, disse o chileno, em coletiva.

    Garín era um dos candidatos ao título no Rio, mas corria por fora antes das lesões do Matteo Berretini (8º) e do argentino Diego Schwartzman (13º). O ATP 500 brasileiro ainda teve a derrota surpreendente de Dominic Thiem (4º), que estava longe de seu melhor desempenho físico, para o finalista Mager. A queda do austríaco foi um dos fatores que facilitou para Garín, mas o talentoso tenista chileno, em ascensão na carreira, foi o jogador mais sólido do torneio e, com o resultado, vai entrar no Top 20 mundial pela primeira vez.

    A derrota de Mager sequer pode ser considerada amarga, pois o italiano, nem em seus melhores sonhos, seria capaz de imaginar a incrível campanha que teve no Rio Open. Ele chegou ao Rio de Janeiro para disputar o qualifying como um desconhecido e deixará o Brasil com um lugar no Top 80 mundial, aos 25 anos. O novo ranking de Mager lhe dará a possibilidade de disputar ainda mais torneios importantes e tentar melhorar ainda mais sua posição. Carismático, o Mager foi o único jogador a ser aplaudido na sala de conferência, depois de um verdadeiro show de humildade, inclusive ao pedir para responder (lentamente) em italiano, devido à dificuldade de falar inglês.

    Continua após a publicidade

    “Na semana passada, eu estava jogando com o número 300 do mundo. Até agora não acredito no que aconteceu, estou muito feliz e surpreso. Eu pensava em jogar ponto a ponto, jamais imaginei ser finalista de um ATP 500. Tive uma partida suspensa contra o Thiem por causa da chuva. Estar jogando com um Top 5 era motivador, mas eu estava muito nervoso. Meu preparador ajudou bastante ao me acalmar e incentivar. Jogar uma final de ATP é um sonho para qualquer um, é difícil de acreditar”, relatou Mager.

    Surpresa nas duplas:

    O espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos foram campeões da chave de duplas do Rio Open 2020 Fotojump/Rio Open/Reprodução

    O espanhol Marcel Granollers e o argentino Horacio Zeballos foram campeões do Rio Open 2020 ao vencer os italianos Federico Gaio e Salvatore Caruso, por 2 sets a 1 (parciais de 6×4/5×7/10×7). Favoritos na decisão, Granollers e Zeballos tiveram dificuldades e precisaram virar o jogo no super tie break para alcançar o título.

    Os italianos proporcionaram os resultados mais surpreendentes do torneio. Na chave de simples, Mager chegou à final. Nas duplas, Gaio e Caruso derrubaram Mate Pavic e Bruno Soares nas quartas de final, além de Marcelo Melo e Lukazs Kubot na semifinal. As improváveis vitórias se somaram ao triunfo de Granollers e Zeballos contra Felipe Meligeni e Thiago Monteiro, na outra semifinal, que tirou novamente as chances do Brasil de ter um campeão no Rio Open.


    Fonte: Veja Esportes

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui