Ação conjunta da Saúde e Assistência Social qualifica cuidadores de idosos em São Pedro da Aldeia

0
16


O município de São Pedro da Aldeia realiza uma série de ações de conscientização e debates de alerta para a violência sofrida por pessoas idosas. A iniciativa acontece em celebração ao Dia Mundial da Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado nesta terça-feira (15). As secretarias de Saúde e Assistência Social do município realizam trabalho conjunto para oferecer qualificação a cuidadores e familiares responsáveis por esse público.

Representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social, Atendimento Domiciliar e Conselho do Idoso reuniram-se para tratar da temática. Na ocasião, foi formulado o curso de atualização e conscientização dos responsáveis pela saúde mental e física de idosos no município. O treinamento será disponibilizado em breve pelas pastas. 

O objetivo é qualificar os cuidadores, principalmente os familiares, para que eles reconheçam os sinais de agressão e sejam o meio de acesso aos direitos das pessoas da melhor idade. Com o treinamento, os responsáveis pelos idosos tornam-se a ponte entre eles e os dispositivos municipais que oferecem diversos serviços de cuidado e atenção a esses cidadãos.

As equipes municipais constataram o aumento de denúncias de violência ao idoso, especialmente desde o início da pandemia do coronavírus. Na reunião, foi pontuado que as ações de conscientização são fundamentais para o combate aos abusos e agressões sofridos pelo público.

Os participantes da reunião destacaram, ainda, a importância do envolvimento familiar para um envelhecimento saudável, com garantias de estabilidade emocional e social aos seus entes. Estiveram presentes no encontro a diretora do departamento de Direitos Humanos, Luciana de Oliveira, a secretária executiva do Conselho Municipal de Assistência Social, Jaquelini P. de Souza, o coordenador da Atenção Domiciliar, Junior Curcino, a representante da gestão do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), Marcelle Bondini, e o membro do Conselho do Idoso, Osvaldo Luís Vieira.

Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

A data de 15 de junho foi escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, em 2006. Foi a partir desta data que vários trabalhos e parcerias começaram a ser realizados a cada ano, em diferentes setores da sociedade em prol do combate à violência contra o idoso.

A Constituição e o Estatuto do Idoso são os documentos que asseguram os direitos das pessoas da melhor idade, com a premissa de garantir a integridade física e psicológica. Ainda segundo a Constituição, é considerado idoso qualquer pessoa acima de 60 anos, que somam 29,9 milhões de cidadãos atualmente no país. De acordo com a estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as pessoas dessa faixa-etária devem representar 25,5% da população brasileira até 2060

Segundo o Ministério da Saúde, é primordial que profissionais da área, familiares e cuidadores estejam atentos a qualquer sinal de violência, pois as agressões podem não deixar marcas visíveis. 

A violência nem sempre é física

As violações aos direitos da pessoa idosa podem ser classificadas como: 

– Violência física, podendo ser identificada através de arranhões, beliscões, tapas, socos etc;
– Negligência, tipificada com a falta medicamentos, descuido de higiene e abandono; 
– Violência sexual, quando há o uso da força para praticar atos sexuais; 
– Patrimonial, quando há o uso não consentido de recursos financeiros e bens móveis e imóveis; 
– Psicológica, como a agressões verbais, menosprezo e discriminações de toda natureza.

Outras formas de violência, como a autoagressão e a autonegligência, quando o idoso se priva de cuidados básicos e ameaça a própria vida ou saúde, também são consideradas.

Veja como denunciar:

O Disque 100 recebe denúncias de qualquer tipo de violência praticada contra a pessoa idosa. 

Em São Pedro da Aldeia, o Conselho do Idoso funciona na Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, localizada na Rua Hermógenes Freire da Costa, n° 19, no Centro.



Fonte: Prefeitura de São Pedro da Aldeia