Abertura da temporada de transatlânticos em Cabo Frio é adiada para dezembro

0
16


A abertura oficial da temporada de transatlânticos em Cabo Frio foi adiada para dezembro. O MSC Preziosa, que chegaria na cidade na terça-feira (30), agora vai chegar no próximo dia 13. Esta será a primeira de um total de 22 escalas confirmadas pela MSC na cidade, dentro da temporada 2021/2022. Além do MSC Preziosa, o MSC Splendida também tem escalas programadas em Cabo Frio.

Com o adiamento da abertura oficial da temporada, a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer segue trabalhando nos protocolos necessários para recepção dos turistas. Uma reunião realizada nesta quarta-feira (25), envolvendo outros setores da Prefeitura e também o Corpo de Bombeiros e a Capitania dos Portos, serviu para definir normas de segurança no embarque e desembarque dos passageiros, entre outros assuntos.

“Receber um transatlântico não é uma missão tão simples assim. Envolve uma série de questões que precisamos levar em consideração, uma série de normas que precisamos seguir, e queremos estar preparados para que esses visitantes tenham uma experiência positiva e levem somente boas lembranças da nossa cidade”, comentou o secretário de Turismo, Carlos Cunha.

Ele também falou da expectativa para esta temporada, já que a última foi em 2019, e teve apenas dois navios.

“A retomada da temporada de transatlânticos é muito importante para nossa economia, para prospectar a cidade, porque esses visitantes podem voltar a frequentar a cidade nas próximas datas. O pessoal desembarca aqui, frequenta nosso comércio, gasta no nosso comércio, faz passeios, contrata guias de turismo, e tudo isso, para nossa economia, é muito importante”, considera.

Depois de quase dois anos suspensa, a temporada de cruzeiros da MSC começou no último dia 5 e vai até abril de 2022. O MSC Preziosa foi o primeiro navio a retomar as operações no Brasil, no dia 5 de novembro.

Ele oferece cruzeiros de três e quatro noites partindo de Santos com escalas alternadas em Ilha Grande, Cabo Frio, Rio de Janeiro, Ilhabela, Porto Belo e Balneário Camboriú; cruzeiros de três noites com embarques no Rio de Janeiro e escalas alternadas em Ilhabela e Cabo Frio; cruzeiros de cinco e seis noites partindo do Rio de Janeiro com escalas alternadas em Cabo Frio, Ilhéus e Salvador, e ainda cruzeiros de sete e oito noites que partirão do Rio de Janeiro e visitarão Ilha Grande, Cabo Frio, Ilhéus, Salvador e Maceió.

Já o MSC Splendida, que iniciará as suas viagens no dia 19 de dezembro, vai oferecer cruzeiros de sete noites pelo Brasil, partindo de Santos e visitando destinos como Porto Belo, Balneário Camboriú, Ilhabela e Cabo Frio.

A empresa anunciou as medidas que fazem parte do protocolo de saúde e segurança, definidas pelas autoridades sanitárias e aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Saúde. Entre as principais medidas para garantir a segurança dos passageiros, e também dos moradores onde os navios farão escalas, estão:

NO EMBARQUE

  • Todos os hóspedes com 12 anos ou mais precisarão apresentar comprovante de vacinação completa contra a covid-19, com a segunda dose ou dose única aplicada a mais de 14 dias antes do início do cruzeiro. Serão aceitos o certificado digital e comprovantes de vacinação das vacinas aprovadas no Brasil ou validadas pela OMS.
  • Todos os hóspedes a partir de 2 anos precisarão apresentar teste do tipo RT-PCR negativo feito até 72 horas, ou teste de antígeno feito até 24 horas antes do embarque.

    DURANTE A VIAGEM

  • Ocupação reduzida a 75% da capacidade de hóspedes e distanciamento social a bordo entre grupos de viajantes
  • Uso de máscaras faciais em áreas públicas
  • Monitoramento contínuo com testagem diária de 10% dos passageiros a bordo e de 10% da tripulação.
  • Toda a tripulação estará com o ciclo de vacinação contra a covid-19 completo e serão testados semanalmente
  • Ar 100% fresco e sem recirculação e medidas ainda mais elevadas de higienização, apoiadas pelo uso de produtos desinfetantes de nível hospitalar
  • Desembarque independente dos hóspedes nos destinos, seguindo o protocolo definido e aprovado por cada cidade em seu plano de operacionalização local



Fonte: Jornal de Sábado