Estruturas de pedras da Praça das Águas são interditadas em Cabo Frio, RJ | Região dos Lagos

0
17


Após uma avaliação técnica, feita por engenheiros e pela defesa civil, a Prefeitura de Cabo Frio interditou as estruturas de pedra da Praça das Águas, na Praia do Forte, na quinta-feira (26). De acordo com os técnicos, não há como recuperar as estruturas e há risco de desabamento.

Vários pontos da estrutura estão danificados, colocando em risco as pessoas que circulam pelo local.

“O material colocado na Praça das Águas, imitando pedras, quebrou em vários pontos. Trata-se de uma estrutura de concreto armado sem enchimento ou qualquer apoio interno. Como aquele local serve de cenário para fotos, e muita gente sobe nas estruturas, optamos pelo isolamento e interdição até que a demolição desses pontos ocorra. Não podemos permitir que as pessoas se machuquem”, afirma a engenheira e secretária de Obras e Serviços Públicos, Tita Calvet.

A secretária diz ainda que a partir da próxima segunda-feira (30), as pedras vão ser removidas.

“A estrutura, hoje, encontra-se em estado avançado de decomposição e está com vários problemas na estrutura, até porque não houve manutenção”, afirma.

A secretária destaca que é importante manter distância da área interditada por causa do perigo e evitar subir nas pedras.

“Não vão demolir a praça toda, nem retirar todas as pedras, só as estruturas maiores interditadas, que estão realmente comprometidas e podem causar um acidente. A gente já vai começar remoção”, explica.

Um dos indícios de abandono da praça das águas é um guarda-corpo de vidro quebrado. Os visitantes também precisam ter cuidado com os assentos espalhados pela praça, já que muitos estão com rachaduras e com tábuas soltas.

“Antes aqui era muito bonito, agora a praça está abandonada. Aqui tinha um chafariz, tinha peixe. Eu acho que não pode permanecer do jeito que está, pois é um ponto turístico”, conta o aposentado Valcir Vasconcelos.

Quando foi reinaugurado, em 2013, o espaço tinha um espelho d’água. Hoje, o solo seco está até rachado. Em 2019, a prefeitura havia informado que a água que ficava no local estaria se infiltrando e poderia atingir o lençol freático. Com isso, os prédios do entorno poderiam ser afetados. Na época, a Secretaria de Desenvolvimento estaria fazendo um projeto para readequar o espelho d’água.

“ Não há previsão de obras, só de retirada das pedras. A manutenção do espelho d’água é muito cara. A gente vai avaliar um novo projeto, considerando o orçamento da prefeitura”, explica a secretária de Obras.

A construção da praça custou cerca de R$12 milhões. O local é um dos principais pontos turísticos de Cabo Frio, e fica ao lado da Praia do Forte.

Segundo a prefeitura, sem a verba necessária para uma grande reforma, a praça deve continuar assim por um tempo.

“Ressalto que estamos trabalhando com o orçamento do ano passado, no qual não foi previsto reforma na praça para este ano. Temos que considerar no orçamento para o ano seguinte”, conta a secretária de Obras.



Fonte: G1