4ª edição do “CaptaAção” inicia na Casa Museu Carlos Scliar

Com os olhos curiosos, os alunos da Escola Municipal Luiza Terra de Andrade, de São Pedro da Aldeia, chegam na Casa Museu Carlos Scliar, para assistirem à primeira oficina da 4ª edição do projeto ‘CaptaAção’. Todas as obras do artista, a arquitetura do local e a bela vista para o Canal do Itajuru, se unem para compor o tema desta edição: ‘Meu Lugar, Meu Patrimônio’. O projeto, realizado pela Prolagos, em parceria com o Instituto Carlos Scliar, é voltado para alunos do 9° ano da rede pública municipal de ensino, das cidades de Arraial do Cabo, Armação dos Búzios, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro, e tem intuito de inspirar os participantes a refletirem sobre território, identidade e cultura.

“A oficina foi muito interessante, pois conseguimos ver todas as obras e memórias preservadas do Carlos Scliar, no lugar onde ele viveu. Aprendemos de forma didática e muito divertida. Foi bem interessante e podemos entender a importância de preservar não só as artes, como também o lugar onde vivemos”, ressalta o aluno Daniel Medeiros.

Além das visitas mediadas à casa museu, os estudantes participarão de oficinas com produção artística de imagens e fotos, e sessões de cinema. Os encontros são guiados pela arquiteta e coordenadora do instituto, Cristina Ventura, que liderou no ano passado, a restauração da estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.  Na última fase do cronograma os jovens serão desafiados a produzir uma composição musical, curta-metragem ou texto, que represente o tema de forma original e criativa, a temática ‘Meu Lugar, Meu Patrimônio’. “Esse é um projeto ímpar, que vem pra gente como uma etapa desse processo inacabado da construção do conhecimento e da sociedade que a gente acredita. Ele possui uma temática que gira em torno da identidade e pertencimento, que é fundamental para a preservação do nosso patrimônio”, pontua o diretor da escola, Allan Hau.

Os trabalhos inscritos serão analisados por uma comissão julgadora formada por colaboradores da concessionária, que irá avaliar a criatividade, inovação, originalidade e fidelidade ao tema. O primeiro colocado será premiado com um smartphone, o segundo lugar, com um tablet, e o terceiro, com fones de ouvido. Ao todo, 20 escolas participarão do projeto. “Desde 2017 já alcançamos mais de mil alunos com o ‘CaptaAção’. Nossa intenção é fazê-los enxergar a importância de valorizar a nossa cultura e patrimônio, não só com objetos artísticos, mas podendo perceber que tudo que nos cerca faz parte da nossa identidade”, relata Simony Dias, coordenadora de Responsabilidade Social.

Sobre o Instituto Carlos Scliar

A Casa Scliar, tombada pelo patrimônio municipal, possui um centro de pesquisa com mais de 10 mil documentos datados a partir da década de 1930. O acervo é constituído de correspondências, recortes de jornal, gravuras, periódicos, fotografias, telas, esculturas, obras literárias entre outros itens, e narra os principais acontecimentos do Brasil do século XX, fundamental para a compreensão da história e cultura nacional, trata ainda da participação do Brasil na Segunda Grande Guerra Mundial. O centro de pesquisa atende a pessoas de todo o país. Para manter a integridade da coleção, mesmo durante o período de pandemia e isolamento social, são necessárias ações de conservação e prevenção.

___________

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para [email protected]

  • ©Plantão dos Lagos
  • Fonte: ASCOM / Prolagos
  • Fotos: divulgação