União Europeia quer banir carros a combustão em 2035

0
20


VW e-Up! carregadores

Metas mais ousadas de redução de emissões irão acelerar a popularização dos veículos 100% elétricos

A União Europeia anunciou proposta de proibição de vendas de carros com motores a combustão a partir de 2035. O objetivo é atender novas normas de emissões, acelerando a transição para veículos 100% elétricos. A medida ainda deve passar por negociação e votação por todos os países do bloco, além do Parlamento Europeu.

A proposta exige que os países europeus instalem, até 2025, estações públicas de recarga de baterias com intervalo máximo de 60 quilômetros entre elas. A projeção é que sejam criadas novas 3,5 milhões de estações de recarga até 2030, chegando a um total de 16,3 milhões de pontos de recarga em 2050.

Com o avanço dos carros elétricos, o bloco europeu planeja subir a meta de corte nas emissões para 55% até 2030 ante os níveis atuais – atualmente, a meta de redução é de 37,5% em relação a 2021. Para 2035, o objetivo é cortar 100% das emissões de CO2, o que tornaria compulsória a proibição de venda e circulação de carros híbridos e/ou a combustão.

Segundo dados da consultoria AlixPartners, as fabricantes de veículos e autopeças deverão US$ 330 bilhões em eletrificação em todo o mundo entre 2021 e 2025. Diversas fabricantes já anunciaram planos de transição para a mobilidade totalmente elétrica entre os próximos 5 e 15 anos, como a General Motors, Volvo, Jaguar e Audi.

Fotos: Arquivo




Fonte: Revista Carro