Suzuki deixa oficialmente a MotoGP e a EWC

Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira (13), a Suzuki e a Dorna chegaram a um acordo para encerrar a participação da marca na MotoGP no final da temporada de 2022.

Em comunicado divulgado, a Suzuki também vai encerrar sua participação no Campeonato Mundial de Endurance (EWC) neste ano.

+ Suzuki promete condições especiais para suas motos em julho
+ Nova geração da Suzuki Hayabusa está perto de chegar ao Brasil
+ Suzuki GSX-S750 chega em novas cores e bengalas douradas

“A Suzuki decidiu encerrar a participação do MotoGP e do EWC diante da necessidade de realocar recursos em outras iniciativas de sustentabilidade. O motociclismo sempre foi um lugar desafiador para a inovação tecnológica, incluindo sustentabilidade e desenvolvimento de recursos humanos. Essa decisão significa que assumiremos o desafio de construir uma nova operação de negócios no ramo de motocicletas, redirecionando as capacidades tecnológicas e os recursos humanos que cultivamos no motociclismo para investigar outros caminhos para uma sociedade sustentável”, afirma Toshihiro Suzuki, presidente da marca, em nota divulgada.

A marca também reafirma que vai apoiar as equipes até o final da temporada.

MAIS NA MOTOR SHOW:

+ Avaliação: Chevrolet Spin 2023 é a opção de sete lugares mais barata, e uma boa alternativa aos SUVs
+ Avaliação: Renault Mégane volta ao Brasil como crossover-SUV elétrico e ganha o sobrenome E-Tech
+ Comparativo de Carros Elétricos: Peugeot e-208 GT vs. Mini Cooper SE vs. Fiat 500e vs. Renault Zoe
+ Licenciamento: confira o calendário completo e como pagar em SP
+ Carros híbridos: veja como funcionam os quatro tipos e confira os mais vendidos do Brasil
+ BYD D1 EV: elétrico para motoristas de app começa a circular em SP
+ Resolução que zera o IPVA para motocicletas de até 170cc está valendo
+ Ford Maverick de 1976 é destaque de leilões desta sexta (15)
+ Novo Honda HR-V: concessionária revela preço de lançamento do SUV
+ Teste Rápido: Renault Kwid elétrico, o mais barato do Brasil, é ágil e não precisa de carregador especial



Fonte: Motor Show