Renault mantém Alaskan em ‘banho-maria’ no Brasil

0
24


Renault Alaskan Iconic

Picape irmã da Nissa Frontier é esperada desde 2018, mas ainda não tem lançamento confirmado

A Renault ainda não definiu se irá ou não lançar a picape Alaskan no Brasil. Mesmo após o presidente da marca na Argentina confirmar a negociação da importação do modelo em 2022, o martelo ainda não foi batido pela Renault do Brasil. A espera pela picape ocorre desde 2018, quando o utilitário fez uma aparição-relâmpago no  Salão do Automóvel de São Paulo.

A informação sobre a indefinição da vinda da Alaskan foi confirmada pelo presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo, durante o lançamento online do Captur 2022. “Nós continuamos analisando as oportunidades. Hoje, não temos nenhuma previsão de lançamento da Alaskan no Brasil”, afirmou o executivo-chefe da marca.

Questionado sobre o flagra do desembarque de algumas unidades da picape no Porto de Paranaguá (PR) em junho, o executivo explicou que os exemplares serão utilizados em testes de calibração de motores pelo time de Engenharia de São José dos Pinhais (PR) para os mercados da América Latina.

À época, a assessoria de Comunicação da fabricante havia afirmado que “a Alaskan é um importante produto para expandir a atuação da Renault do Brasil, participando de um segmento extremamente competitivo”. A nota dizia ainda que a empresa está “trabalhando para trazer o veículo”, mas não possui data de lançamento.

A Renault Alaskan é vendida na Argentina nas versões Confort, Emotion, Intense e Iconic, com preços equivalentes entre R$ 180,5 mil e R$ 317,6 mil, sem impostos. Como na Frontier, há duas variantes do motor 2.3 diesel: com único turbo (160 cv) e biturbo (190 cv). Na Colômbia, a Alaskan é vendida desde 2017, mas com importação via México. A picape também foi comercializada nas concessionárias do Chile por curto período, com unidades provenientes da Espanha. No Brasil, o utilitário-irmão da Nissan tem preços entre R$ 193.800 e R$ 261.690.

Fotos: Divulgação



Fonte: Revista Carro