Porsche Macan 2023 chega ao Brasil com mais potência e versões

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um lançamento que também é uma despedida, marca a linha 2023 do Porsche Macan. Essa será a última mudança pela qual a primeira geração passará. Até porque, a próxima geração já está com lançamento programado para breve e será 100% elétrica. O atual Macan a combustão e o elétrico, porém, conviverão por um tempo.

Aqui no Brasil, a Porsche oferecerá quatro versões de seu SUV de entrada, sendo que o inédito Macan T chega somente no segundo semestre. A gama é composta por duas versões com motor 2.0 turbo parecido com o usado no Volkswagen Golf GTI e duas variantes com motor V6 biturbo.

Motor

Macan sem nome e Macan T usam motor 2.0 quatro cilindros turbo com 265 cv e 40,8 kgfm de torque. Isso faz com que o SUV chegue aos 100 km/h em 6,2 segundos e acelere até 232 km/h. Em relação ao modelo pré-reestilização, foram adicionados 20 cv e 3 kgfm de torque, o que fez a aceleração baixar em 0,3 segundos e a velocidade máxima aumentar em 3 km/h.

Porsche Macan S [divulgação]
Porsche Macan S [divulgação]

Já as versões mais caras usam o 2.9 V6 biturbo com as duas turbinas dentro do V que forma o motor. São 380 cv e 53 kgfm no Macan S, enquanto o Macan GTS entrega 440 cv e 56 kgfm. Comparando aos modelos antigos, o S está 26 cv mais potente e ganhou 4 kgfm de torque. Já o GTS ficou 60 cv amais potente e o torque cresceu 3 kgfm.

Em relação à performance, a versão S atinge os 100 km/h em 4,4 segundos e acelera até 259 km/h. O GTS, por sua vez, faz a mesma prova de aceleração em 4,3 segundos e só para de acelerar aos 272 km/h. Todos os Porsche Macan são equipados com tração nas quatro rodas e transmissão automatizada de dupla embreagem PDK com 7 marchas.

Porsche Macan [divulgação]

Novidades mecânicas

Para a linha 2023, a Porsche adotou um novo sistema de gerenciamento do bloqueio do diferencial traseiro. Assim, o Macan anda prioritariamente com tração traseira, mas envia força para as rodas da frente quando se faz necessário. A direção ficou mais responsiva, ao passo que a suspensão pneumática opcional teve amortecedores revisados.

A variante esportiva dessa suspensão, exclusiva do GTS, adotou molas mais rígidas, barras antirolagem mais largas, novos amortecedores e está 1 cm mais baixa. A versão topo de linha ainda pode contar com pacote Sport que traz pneus performance e vetorização de torque avançado. Adiciona ainda interior Race-Tex, detalhes externos em preto, bancos esportivos, interior em carbono e traz a cor exclusiva Verde Pitão.

Porsche Macan T [divulgação]
Porsche Macan T [divulgação]

Novo estilo

Para marcar a última fase do Macan a combustão, a Porsche trouxe novidades no design. O para-choque mudou, ganhando um filete de plástico preto que envolve todas as entradas de ar em uma única sessão visual. Nas versões mais esportivas como a GTS e a T, a parte interna é preta, não na cor da carroceria como nos demais modelos.

O para-choque traseiro mudou, englobando as saídas de escape com um extrator de ar. Na versão GTS, há ainda lanternas escurecidas e escape diferenciado. Por dentro, volante de 911, console central mais alto e alavanca de câmbio mais curta.

Porsche Macan GTS [divulgação]
Porsche Macan GTS [divulgação]

Preços

Sem nome – R$ 439.000
T – R$ 479.000
S – R$ 569.000
GTS – R$ 669.000

>>Porsche e Audi serão as próximas estrelas da Fórmula 1

>>Porsche 911 manual mais potente da história será vendido no Brasil

>>Lotus Eletre é a dor de cabeça elétrica do Porsche Cayenne



Fonte: Revista Carro