Nova Ford Transit traz diagnóstico a distância

0
11


Ford Transit

Ford relança sua van Transit no Brasil; conectividade do modelo permite fazer diagnóstico remoto das condições do veículo e do motor

Após sete anos de ausência, a Ford Transit voltará a ser vendida no Brasil. Importada da Turquia até 2014, desta vez, a van virá do Uruguai, produzida em uma nova fábrica construída em parceria com a Nordex. As vendas começam a partir do final de mês de outubro em todas as, hoje, 110 concessionárias da marca do oval azul no Brasil.

A princípio serão cinco versões no modelo de passageiros, baseadas em três configurações: 15 ocupantes mais motorista, 18 ocupantes mais motorista, e a versão vidrada, sem bancos, para o cliente configurar como quiser. No primeiro semestre de 2022, chegarão as variantes Furgão, destinadas a transporte de carga, com opções de cabine média ou longa. A Ford desenvolveu ainda uma rede de implementadores certificados para o cliente fazer as modificações que precisar na Transit sem perder garantia de fábrica.

Seu motor 2.0 EcoBlue a diesel é capaz de produzir 170 cv de potência a 3.500 rpm e torque de 41,3 kgfm constantes entre 1.750 e 2.500 rpm. O motor traz turbo de geometria variável, intercooler e correia dentada banhada em óleo, como os Ford EcoBoost. Suas emissões são controladas por uma combinação de EGR (recirculação dos gases de escape para a câmara de combustão), SCR (pós-catálise dos gases com a adição de Arla 32) e DPF (filtro de particulado).

Ford Transit

Também contribuem para a eficiência energética da van o sistema stop-start de série (exclusivo na categoria) e o sistema de monitoramento da bateria, com ciclo de acionamento do alternador otimizado para prover carga ao acumulador preferencialmente em desacelerações, exigindo menos potência do motor para essa função.

O sistema de transmissão traz câmbio manual de seis marchas, com assistente de troca de marchas no painel, e tração traseira de série. Também tem direção elétrica e pneus com baixa resistência ao rolamento – sendo duplo rodado no eixo traseiro.

“Desde o projeto, a Transit foi pensada com foco na produtividade do cliente para oferecer a maior eficiência e o menor custo na operação do veículo”, diz o gerente de Desenvolvimento do Produto da Ford América do Sul, Daniel Santos. “A tração traseira, o assistente de troca de marchas no painel, os pneus com baixa resistência ao rolamento e a direção elétrica, com diâmetro de giro até 12% menor que o da concorrência, são itens que contribuem para reduzir o desgaste de componentes e favorecem a dirigibilidade.”

Também para evitar paradas por colisão e todas as suas consequências, a Transit chega equipada com diversos itens de condução semiautônoma, entre os quais controle de velocidade de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa e frenagem autônoma de emergência – capaz de identificar uma pessoa e frear a van até a parada completa se estiver em velocidades até 65 km/h.

interior Ford Transit

“Tropicalização” da Transit

Projetado para atender às normas Euro 6, o motor EcoBlue da Ford Transit se enquadra “com tranquilidade” nas normas Proconve P7, garante Daniel Santos. Ele explica que a porcentagem de biodiesel no combustível brasileiro demandou um ajuste do motor, assim como, de seu óleo: é um SAE 5W30 semissintético, homologado para trocas a cada 20 mil km.

O período é bastante prolongado, entretanto, o programa de manutenção personalizado pelo Pós-Vendas da Ford pode atribuir quilometragens mais curtas considerando o perfil de cliente e o uso da van. Isso vale também para todas as peças de desgaste. “Cada operação vai ter suas particularidades”, afirmou Daniel. “Nossa nova Divisão de Veículos Comerciais foi criada para que possamos ter foco interno e customizar essas soluções atendendo o cliente, porque ele é um cliente diferenciado”.

Além do motor, a suspensão também foi retrabalhada para suportar as vias brasileiras, como de praxe. Segundo a montadora, para o lançamento no Brasil e na América do Sul, a Transit passou por um extenso programa feito para atender às características únicas do clima, estradas, combustível, trânsito e modo de dirigir dos consumidores brasileiros e sul-americanos.

interior Ford Transit

Esse programa incluiu mais de 20 mil horas de trabalho da engenharia brasileira no Centro de Desenvolvimento do Produto da Ford em Camaçari/BA e no Campo de Provas de Tatuí/SP, em parceria com os centros de engenharia na Inglaterra e na Alemanha.

Diagnóstico remoto e paradas programadas

Toda uma área de negócios foi criada em torno da Transit para vender a frotistas e empreendedores uma solução que vai além do veículo em si – e isso inclui não só a manutenção programada personalizada para cada negócio como, também, o uso de diagnóstico remoto para antecipar problemas, reduzir o tempo de paradas e aumentar a produtividade do veículo.

A Transit vem com um modem embarcado chamado o FordPass Connect, que fornece informações para um aplicativo de celular no qual o proprietário pode saber remotamente o status da Transit, a sua localização em tempo real e enviar comandos remotos como, por exemplo, travar e destravar portas, dar a partida, checar o nível do combustível, a quilometragem e quanto falta até a próxima revisão.

O modem embarcado trabalha conectado com todos os sistemas eletrônicos da Transit e, conforme explica a Ford, pode identificar mais de 3 mil modos de falha, desde falta de água no reservatório do limpador de para-brisa e pneu descalibrado até variações no desempenho do motor. Se o problema identificado puder afetar o funcionamento do veículo, a assistência da Ford entra em contato com o cliente para entender o problema e, se necessário, agendar o reparo adequado.

O FordPass também permite agendar e acompanhar o andamento de serviços no veículo com uma jornada 100% digital e agiliza o atendimento em todos os canais, garante a montadora. Toda a rede Ford vai vender e dar assistência para a Transit com ferramental, estoque de peças, técnicos treinados, boxes exclusivos e horários flexíveis em todas as regiões do Brasil. O cliente terá também um canal exclusivo na Central de Atendimento Ford com assistência 24 horas, sete dias por semana.

O suprimento de peças é garantido por cinco centros de distribuição. Além das unidades em Barueri/SP, Gravataí/RS e Salvador/SP, a Ford inaugurou este ano dois novos depósitos em Porto Feliz e Cajamar, ambas no interior de SP, que adicionam 140 mil metros quadrados e capacidade para armazenar mais de 170 mil tipos diferentes de peças, incluindo 30 mil da Transit.

“O cliente de veículos comerciais não pode parar, porque o veículo é a base do seu negócio e precisa estar sempre pronto para trabalhar. Por isso, com a Transit estamos trazendo não só o melhor produto, mas também o melhor serviço pós-venda”, destaca o gerente de Vendas de Veículos Comerciais da Ford, Flávio Costa.

Fotos: Divulgação



Fonte: Revista Carro