Nissan Sentra e-Power faz 25,5 km/l e deixar Corolla Hybrid para trás

0
57


Aposentado no Brasil e sem previsão de retorno, o Nissan Sentra continua sua jornada lá fora. Carro mais vendido da China, onde ele é chamado de Sylphy, o sedã médio recebeu uma inédita versão eletrificada. O Sentra e-Power usa o mesmo sistema que será empregado no nosso país no Kicks para deixar o Toyota Corolla Hybrid comendo poeira.

Diferentemente do sistema híbrido tradicional do Corolla, o Nissan Sylphy e-Power não usa os dois motores para movimentar as rodas. No Corolla Hybrid e no Corolla Cross Hybrid, o motor 1.8 aspirado e os elétricos podem movimentar juntos as rodas e trabalham sempre otimizados para gastar menos combustível.

No Nissan Sentra híbrido é diferente. Ele conta com um motor 1.2 quatro cilindros aspirado de 72 cv que funciona somente como gerador de energia para o sistema elétrico. Ele carrega as baterias que alimentam o motor elétrico de 136 cv. É mais parecido com o sistema e:HEV do Honda Accord, mas sem a possibilidade de usar o motor 1.2 para mover o carro.

Nissan Sentra Hybrid híbrido
Nissan Sylphy e-Power [divulgação]

Como resultado, o Sylphy / Sentra e-Power entrega consumo de 25,5 km/l. A Nissan não divulgou a autonomia total do modelo e nem quantos quilômetros ele é capaz de fazer somente nas baterias, antes de acionar o motor a combustão gerador.

Novo visual?

Apesar da forte eletrificação, o modelo não tem visual diferente das versões tradicionais do Sentra / Sylphy. A dianteira ganha nova grade frontal com elementos internos mais fechados. Já a lateral tem o nome e-Power nas portas dianteiras, logo também aplicado no porta-malas. Fora isso, ele recebe somente os novos logos da Nissan.

Nissan Sentra Hybrid híbrido
Nissan Sylphy e-Power [divulgação]

Vale ressaltar que a nova geração do Sentra, que já é produzida no México, ficou substancialmente maior que o modelo anterior. Ele tem 4,64 m de comprimento, 1,81 m de largura e 1,44 m de altura. Já o entre-eixos foi para 2,71 m.

>>Exclusivo: Yaris reestilizado em 2022, Corolla Cross GR vem em março

>>Como a Toyota fez Corolla e Corolla Cross conviverem sem canibalização

>>Toyota Corolla Cross chega ao Japão com 4×4, mas de escape aparente



Fonte: Revista Carro